Capítulo 33°– Volta ao trabalho

– Licença. – disse me levantando da mesa. – Já volto. – sussurrei para Luan.

Fui até o banheiro precisava respirar sem Priscila no meu lado. Parei em frente ao espelho fiquei olhando até Larissa entrar.

– Tá tudo bem Lena?

– Tô começando a ficar nervosa. – disse. – Lari ela está fazendo tudo isso pra me irritar.

– Calma, ela como sempre só quer aparecer.

– Como sempre ela sempre foi assim.

– Vamos voltar, vem!

Bom voltamos e a pizza havia chegado me sentei ao lado do Luan outra vez e começamos a comer, e ela falava de várias coisas. Luan uma hora olhou pra mim e disse baixo. Como ela é insuportável! Eu apenas rir e continuei, no final de todo o passeio elas pediram fotos com os meninos e entraram.

– Arrrrg! – disse.

– Que menina insuportável é essa Helena? – Bruna me olhou.

– Af Bru, não fala não… alguém me adota por uma semana?

– Ei não vai me abandonar nessa sozinha não! – Larissa riu.

– Ela se ACHA a tal né?

– Sempre foi assim Breno. – revirei os olhos.

– Ridícula cunhada, não sei como você aguentará esses dias.

– As portas lá de casa estão abertas. – Luan me abraçou.

– Olha que eu vou hein! – risos.

Nos sentamos ali por um tempo e ficamos conversando com sempre fazíamos, rindo, era tão bom estar com eles. Ter conhecido eles também, não nego. Do nada Rober e Cecília se sentou com a gente também e fomos até as 1h da manhã ali batendo papo. Todos só foram embora, pois logo teria que estar no hospital.

(…)

– Bom dia Dra. Mitchell, um ótimo dia para estar na Ortopedia não? Volta as férias! – Dr. Leonan sorriu.

– Bom dia Dr. Parker, sim um ótimo dia, aliás, o que temos de presente pra hoje?

– Tá descansada?

– Demais, pronta para as cirurgias.

– Ótimo! Uma cirurgia que pode durar de doze há quatorze horas. – ele me olhou. – então se prepara, já sabe entrou na sala não sai mais até o fim da cirurgia. Conto com você?

– Sim claro. – sorrir. – vou me trocar e já volto.

Entrei no vestiário e encontrei Lisa, Laura e Valentina.

– Amores! – sorrir, abraçando-as. – que saudades de vocês.

– Até que fim você está de volta miga. – Laura disse.

– Amém né? Nunca demorou a passar tanto. – Valentina disse.

– Nossa mores já estou de volta, o que houve de interessante aqui por esses dias? Ah não ser Laura e Thomas se pegando como sempre… Heitor de Valentina?

– Me erra Helena! – ela riu.

– O relacionamento de Lautho segue firme. – Lisa riu. 

– Menina tenho que falar com o Cauã, vejo você lembro dele.

– Ahh ele disse o mesmo. – rindo. 

– Tô com visita em casa, e eu tô querendo fugir…

– Quem é Lena? – Laura me olhou.

– Aquelas primas… – suspirei.

– Que horror!

– Olha depois conversamos, já voltei com o Parker hoje!

Sair atrás do Dr. lendo os prontuário do paciente da cirurgia era um caso muito raro, cirurgia complicada e muito delicada. Praticamente seria o dia só naquela cirurgia e iria me atrasar, mandei mensagem pro Luan.

Bom dia meu amor! Amor não conseguirei sair no horário hoje, estou entrando pra uma cirurgia que irá demorar… assim que eu sair da sala de cirurgia, te aviso ok? Beijo.

Ele com certeza estaria dormindo só veria a mensagem mais tarde, assim que entrei no bloco fui me preparando, terminei de me lavar e fui pra sala. 

– Estou pronta!

– Enfim,Dra. Mitchell de volta! – Dr. Leandro que também participaria disse. – Essa dupla é boa hein Parker e Mitchell!

– É o que eu sempre falo Leandro. 

– Vou confiar em vocês. – o paciente disse.

– Pode confiar essa equipe aqui é muito boa! Não é Dra. Helena? – Parker sorriu.

– Sim, muito boa. – sorrir.

Bom a tarde inteira ficamos na cirurgia que foi acabar já eram quase sete da noite, nossa como eu estava exausta! Me lavei e me sentei foram doze horas de cirurgia, em pé, sem ir ao banheiro. Dr. Leandro se despediu e Dr. Leonan se sentou junto comigo e tomávamos um café.

– Foi muito bem hoje, se você é como sua mãe Helena! – ele sorriu. – focada!

– É importante está né? À todo momento.– sorrir, peguei meu celular e tinha uma mensagem do Luan.

Ta bom minha linda avisa quando acabar, que te busco! Te amo, boa cirurgia ♥.

Meu amor acabei agora, qualquer coisa vou de uber.

Não, eu estou indo tô saindo aqui do Dudu agora, beijo, até mais

– Pois é.. você está de carro Helena? Quer que eu te leve?

– Não, não precisa Dr. – disse sorrindo em forma de agradecimento. – O Luan vem me buscar.

– Certeza?

– Absoluta! – sorrir.

– Até amanhã!

– Até amanhã. – me despedir.

Fui para sala dos residentes e as meninas já tinham largado plantão, tinha uma outra turma da residência ali. Sair dali pegando minhas coisas dez minutos depois Luan me ligou dizendo está na porta. Logo avistei o carro dele e fui em direção, entrei e me sentei.

– Boa noite meu amor. – disse dando um selinho demorado nele, sorrir.

– Boa noite minha princesa toda linda de jaleco. – ele sorriu.

– Bobo! – sorrir.– como foi seu dia?

– Bom passei o dia todo no Dudu praticamente, organizando umas coisas. – ele segurou minha mão e a outra no volante. – e você parece estar tão cansadinha.

– Não só pareço como também estou Luan.– disse fazendo um biquinho. – nossa doze horas em pé, sem poder sair da sala de cirurgia, mas graças a Deus ocorreu tudo bem.

– Ah minha princesa que ótimo, você deve estar com fome.

– Sim estou e minha mãe resolveu preparar um jantar pra nós hoje. Disse que você ia me buscar, e você sabe né o quanto é puxa saco? – ri.

– Ciúmes da mamãe é linda? – ele gargalhou.

– Ahh que ciúmes o que, eu hein!

– Ô muié linda! – ele me deu um beijo, enquanto estávamos no trânsito parados. Até que o carro buzinou. – Ops! 

Rimos.

Logo estávamos na frente de casa, esperei Luan trancar o carro e fomos entrando. Assim que abrir a porta dei de cara com Priscila.

– Ahh, oi! – ela disse.

– Boa noite.– disse.

– Oi Luan! 

– Oi Priscila. – Luan disse e entrou comigo.

– Mãe? 

– Estou aqui! –ela disse da cozinha.

Fomos até lá.

– Olá. – sorrir. 

– Oi Amélia!

– Oi meu genro!

– Oi mãe! – acenei.

–Oi minha linda!

– Ciúmes do Luan agora é? – Larissa riu. – E aí Luan!

– Tá mesmo Lari.– ele riu.

– Ahh é? – minha mãe riu.

– Uai eu chego e digo olá, nem me responde e já responde o Luan.– ri.

– Oi Liliane! – Luan disse acenando para minha tia.

– Oi Luan.

– Meu pai?

– Restaurante.

– Ok, vou tomar um banho e volto. – sorrir. – vai subir?

– Vamos.

Luan subiu junto comigo onde tomei meu banho me vestir e depois ficamos um tempinho conversando contando novidades do dia. Eu estava bastante cansada que conversando com o Luan eu estava quase dormindo, ele ainda começou a fazer massagens em meus ombros e que mãos maravilhosas. Sem dúvidas alguma a melhor massagem que já ganhei na vida. 

– Lena? Luan? – Lari bateu na porta.– vem o jantar está na mesa.

– Estamos indo Lari. Obrigado! Vamos?

– Vamos.

– Depois você continua a massagem tá? – ele me abraçou rindo.

– Gostou foi?

– Eu amo e você sabe bem, ainda mais no dia de hoje amor. – disse rindo. – quase doze horas em pé numa cirurgia é de matar!

– E eu sei como. – minha mãe apareceu atrás de nós dois.

Ela abraçou o Luan.

– Adivinha qual prato fiz Luan?

– Sogrinha com esse cheirinho maravilhoso, arroz com pequi. – ele sorriu feito criança.

– E essa puxação de saco aí hein!? – olhei pros dois.

– Ciumentinha.– ele riu me abraçando e nos sentamos junto a todos na sala de jantar.

Jantamos tranquilamente assim que finalizamos ajudei Lari arrumar a cozinha e meu pai chegou ficou conversando com o Luan. Depois me sentei com eles para conversar e o celular do Luan tocou, era Dudu.

Luan On.

– Fala boi!

– Cara você tem que vir pra cá agora!  

– Pra que?

– Ideias! – ele disse. 

– Tá vou avisar o pessoal e tô indo. – disse rindo. – vai anotando tudo aí.

 

 

– Amor quer ir comigo?

– Ah não Lu eu tô cansada, vou descansar… e se eu for vou atrapalhar vocês.– sorriu. – vai lá.

– Você nunca atrapalha, certeza?

– Sim absoluta, vai lá preparar uns hinos bons pra nós.

– Linda me leva lá fora.

– Vamos. – ela sorriu.

– O João depois vamos marcar algo.

– Tranquilo Luan, vamos sim com Deus! – ele disse.

– Tchau sogrinha, obrigado pelo jantar maravilhoso! – agradeci.

– Ô meu genro volte depois tá? 

Despedi de todos e saímos.

Luan Of.

– Beijo meu amor, avisou pro Well? Pro seu pai que está indo?

– Não ainda não.

– Avisa então amor. – falei.

– Espera vou ligar pro meu pai.

Ele logo ligou e disse ao pai que iria para o Estúdio Vip, pelo que eu ouvir ele Douglas e Marquinhos também iriam. Ficaria menos preocupada. Aliás, por essas ruas de São Paulo a noite é um perigo. 

– Boa noite tá? Descansa bem, e eu te amo! – ele me abraçou me beijando.

– Pode deixar e você quando terminar e chegar em casa, me avisa? Te amo muito. – sorrir. – vai com Deus, quando chegar lá também avisa.

– Menina mais linda preocupada, eu aviso sim. Te amo princesinha.– beijou minha testa, tipo eu cuido de você onde estiver.

E bom ele foi.

 

Capítulo 32°– As primas

– De ninguém! – ri. – bença pai!

– Deus te abençoe, como foi os shows?

– Demais! – sorrir, pegando um pedaço de carne. – vou no Diogo e no Henrique. 

– Priscila esta aí você viu?

– Vi, mas juro que não queria. – ri.

Minha mãe riu discretamente e meu pai negou rindo também. Seguir até Henrique.

– Trabalha mais não é?

– Olha só quem fala.

– Volto amanhã meu querido. – ri. – estou de férias.

– Aí eu vi hein! – Diogo riu.– Deixa eu te apresentar Lena, essa é Luciana minha namorada.

– Olá Luciana, tudo bom? Prazer.

– O prazer é meu Helena, bem e você?

– Tranquilo. – sorrir. – Só Henrique que não desencalha né?

– E quem disse que eu quero? Eu hein! Tô namorando há tempos com a farra! 

– Esse Henrique é terrível misericórdia!

– Eu ainda sou um Carter né?

– Eu sou uma Carter o Diogo é um Carter, e estamos namorando respeita a gente! – eu ri.

– Esse Henrique a gente já desistiu! –Luciana riu. – Tem uma residente no hospital apaixonada por ele Helena.

– Pois é fica aí se achando o galã que cê vai ficar é sozinho bobo! – eu ri. – você é médica também Luciana?

– Sim formei ano passado.

– Ahh, não vejo a hora! – risos.

– Tá quase?

– Último ano de residência.

– Logo acaba também.

– Amém. – ri. 

– Vai beber hoje não?

– Não amanhã eu volto, quero voltar bem sem dores de cabeça.

– Nisso aí você é mestre né Helena! – Diogo riu.

– Mentira. 

Bom logo Priscila e Jéssica minhas primas se juntaram com a gente, as insuportáveis. Priscila como sempre a que ama chamar atenção e estava dando em cima de Henrique, Larissa e Caio se sentou com a gente e ficamos conversando. Quando a noite se aproximou alguns tios foram embora só ficando as chatas, que descobrir que ficariam até o próximo fim de semana. Que beleza!

– Mãe se o Luan chegar você pede ele pra subir por favor.. – disse.

– Falo Lena. – ela sorriu. 

– Obrigado.

Enquanto Luan não aparecia fui tomar meu banho, me vestir.

tumblr_lueuzzT4qB1qdbjbqo1_500.png

Escutei a campainha tocar ele me xingaria por não está lá em baixo e abrir a porta e por está com as visitas, uns cinco minutinhos depois apareceu em meu quarto.

– Ou! Porque não foi abrir? – ele me olhou. – Houve uma disputa ali pra ver quem abriria a porta.

– Como? – eu ri, depositando um selinho em seus lábios.

– Duas meninas ali que eu não conheço. 

– Na verdade nem eu queria ter conhecido! – disse rindo.

– Boba! Quem são?

– Infelizmente minhas primas, sobrinhas do meu pai, o pai delas e minha tia rabugenta! – disse revirando olhos e Luan riu.

– Nossa já entendi que você não gosta.

– Que ótimo!

– Vamos chamar a Lari e o Caio, Bruna e Breno pra pizzaria?

– Borá, onde?

– Aqui no condomínio mesmo.

– Vamos! – ele disse. – chamo eles. Terá visitas até quando?

– Pra alegria do meu pai até fim de semana que vem.

Ele caiu na gargalhada.

– Ainda bem que passo mais tempo no hospital do que em casa. – disse. – vamos! 

Segurei na mão de Luan peguei minha bolsa celular e fomos saindo a galera tinha aceitado. Lari e Caio já estavam lá em baixo.

– E aí Luan! – Caio cumprimentou.

– E aí Caio menino depois temos umas modas lá pra gente da uma olhada. – Luan disse.

– Vamos marcar… – ele disse. – Breno e Bruna vai encontrar a gente lá.

– Ótimo! – sorrir.– mãe estamos indo andar por aí, comer algo.

– Tudo bem meninos, aproveitem!

– Valeu sogrinha! – Luan amava chamá-la assim.

– Priscila porque você e Carol não vão com as primas de vocês. – minha tia auto convidou as meninas, sendo que eu não chamei. Suspirei fundo apertei a mão do Luan forte e ele notando meio que me abraçou tentando me acalmar. 

Larissa pra não deixar muito na cara, disse.

– É se vocês quiserem ir… – ela disse.

Minha mãe meu pai de onde estavam disse sem que saísse som. Finja que ta tudo bem!  

Apenas me virei e disse.

– Tchau gente. – sai puxando Luan na frente comigo.

Lá fora quando estava Luan e eu apenas disse.

– Gente essa mulher se ela soubesse o quanto eu não gosto dela nem aqui em casa essa semana ela ficava! – disse.

– Ei meu amor se acalma, por favor. – ele disse baixinho, me abraçando.

– Ai Lu você vai ver o por que eu não gosto… 

– Aonde vamos mesmo? – Priscila chegou do lado de fora perguntando.

– Pizzaria. – disse e fomos andando.

Elas tentava se enturmar, assim que chegamos na pizzaria Luan foi um pouco tietado e assim que conseguir arrasta-lo para a mesa onde Bruna estava com Breno.

 

 

– Olá Bru, quanto tempo!

– Apenas três dias Helena!

– Nossa sem coração, não quero mais papo também. –ri. – oi Breno!

– Olá Helena como vai?

– De boas. – risos. – Ah essas são Priscila e Carol são minhas primas, gente esses são Bruna irmã do Luan e Breno irmão de Caio. – disse.

– Olá primas! – Bruna e Breno disseram.

Bom nos sentamos fizemos nosso primeiro pedido e algumas bebidas, pra mim eu peguei suco e o Luan também, pois estava dirigindo.

– Vocês duas fazem o que? – Bruna começou a conversar com as meninas.

– Ah eu sou modelo. – Priscila disse. – e estou cursando Odonto. 

– Eu faço engenharia química. – Carol disse. 

– Ah legal!

– Além de vocês duas na família modelo tem outra pessoa Helena?

Quando fui pra responder ela disse primeiro.

– Mas na família modelo sou apenas eu! – Priscila disse. – A Helena só tira fotos.

– Mas isso não é ser modelo? – Larissa olhou.

Olhei Luan que apenas negou e bebeu um copo de suco.

– É… mas não é! – ela disse rindo.

– Pois é Bru, modelo na família é só a Priscila Mitchell! – sorrir cínica. 

Bruna me olhou tipo o que está acontecendo?

A pizza chegou e eu conversa com todo mundo, menos com as meninas. Pedi Bruna que tirasse uma foto minha com o Luan.

tumblr_nozi6ayrb21sjcbj3o1_250

“@helenamitchell: momentos maravilhosos, só com você @luansantana ♥”

– Ai bru você tira uma foto minha com o meu novo priminho também? – Priscila foi levantando e ficando do lado do Luan, eu me virei pra Larissa e ela me pediu calma.

– Aham…– Bruna respondeu. 

 

Capítulo 31 – Ano Novo!

– Oi Luan! Helena conversa com a gente um pouquinho. – as três meninas que estavam no lado de fora na fila do camarim pediu.

– Oi minhas lindas!

Luan me olhou aflito.

– Espero vocês lá dentro tá? – sorrir.

– Tudo bem! – de felicidade elas se animaram.

– Se você não quiser tudo bem. – ele me olhou.

– Tá tudo bem amor, vou ficar aqui sentada na porta antes delas entrarem converso com elas. – sorrir.

– Fico com ela Luan! – Claudio seu outro segurança disse.

– Obrigado. – Luan sorriu. – Então vem daqui a pouco cê sai. Que tal show do Safadão hoje?

– Depois do seu? – o olhei.

– Sim.

– Tudo bem, o Rober?

– O que tem eu? – ele entrou no camarim com a Cecília.

– Uai, você aqui! – sorrir indo até ela e abraçando. – que saudades amiga!

– É depois que Luan te roubou de mim nem te vejo.

– Agora a culpa é minha? – Luan riu.– você mora perto dela Cecília não ver ela porque não quer!

– Ué! – ela riu. – tudo bem com você Luan?

– Ai vocês dois! – ri. – tenho companhia na hora do show agora. – abracei ela.

– Vamos descer?

– Como é que é? – Rober e Luan disseram juntos. 

Os olhamos comecei a rir.

– Não miga vamos ficar do lado do palco mesmo. – disse. 

– Acho bom! – Rober riu.

– Ui! – disse.

– Ui o que Helena? – Luan me olhou e eu o abracei rindo.

Logo iria começar atender as fãs eu sair e como prometido conversei um pouco com as meninas, e tirei fotos com elas. Elas só queriam saber como era o Luan fora dos palcos, por trás das câmeras. Era apenas o que elas queriam, então contei tudo que ficaram ainda mais apaixonadas.

– Não sei como tem gente que te odeia!

– Você é maravilhosa Helena!

– Ô meus amores, vocês que são.. obrigado pelo carinho viu? E ó aproveitem lá dentro.

– Obrigado. Você não fica lá?

– Fico, sentada lá no meu cantinho. – risos. – olha já vão chamar vocês ta? Calma aí.

Então voltei pra dentro e sorrir pro Luan que dava entrevistas, me sentei num cantinho ao lado da Cecília que prestava também atenção na entrevista. Logo perguntou sobre mim Luan dizia tantas palavras lindas.

– Cara eu tô feliz, tô feliz!

– A gente nota essa felicidade em você. – risos. – bom Luan já vamos pra você atender seus fãs, é muito bom falar com você e obrigado por nos receber.

– Que isso é sempre muito bom falar com vocês! – sorriu.

E então saíram.

– E aí?

– São tão fofas! – sorrir.

– O que te disseram?

– Elas querem sempre saber de você amor, só isso. – sorrir. – a lá! – apontei a porta e entrava uma das meninas.

Luan sorriu e ela foi correndo abraça-lo.

(…)

A virada do ano foi sensacional, Luan no começo do show parou o mesmo para abraçar todos da equipe, veio até mim me abraçou, abraçou Cecília. Estourou uma champanhe molhando todas as fãs que estavam na grade. O show do Luan foi bem animado estava cheio e fãs com vários cartaz, dizendo estar com saudade. Calcinhas, sutiãs sendo lançado sobre ele.

– Você não sente ciúmes? – Cecília riu ao ver tudo.

– Ah Cecí delas não. – ri.

– Como sabe diferenciar?

– Ao se aproximar delas, e com o Luan eu aprendo isso. – risos. – não é tão difícil, você sabe quando alguém se aproxima por interesse.

– Entendo! Tira uma foto comigo vem miga. 

Ela me puxou.

tumblr_mj9kn1yJxF1s2ncmlo1_500

@ceciliaferreira_: se alguém perguntar nois ta aqui no show do @luansantana Hahaha! Te amo @helenamitchell ❤

@helenamitchell: Obrigado minha linda pela companhia hoje, hahaha!  ❤

@lisawilson: penelinha!!

@lauralopess: ahhhh amo  ❤

Assim que o show acabou fomos pro camarim junto com o Luan, onde eu ataquei aquela mesa cheia de coisas maravilhosas. Enquanto comia Luan postava fotos, até baterem na porta, entrou Wesley Safadão.

 – Que gato! – Cecília disse baixinho e eu ri.

– E aí Luan! – ele disse.

– E aí cara! – Luan e ele fizeram um toque.

Cecília se juntou com o Rober e Luan disse.

– Deixa eu te apresentar a Helena. – ele me puxou.

– Oi Wesley – sorrir. – Prazer te conhecer!

Abracei com dois beijinhos.

– O prazer é meu! – sorriu. – Cê ta quase casando já né Luan?

– Só Helena falar que nois ta lá. – Luan idiota riu.

– Aí Helena já fala!

– Esperar um pouco mais né? – risos. – temos muito tempo pela frente. 

– Isso aí verdade, vocês são novos.

– Não tanto, mas somos. – todo mundo riu.

– Vocês vão assistir o show né?

– Ô cara estava falando com a Helena hoje mais cedo para assistirmos, vamos só organizar umas coisas aqui e vamos sim.

– Bom tô com um camarote aí hoje só de amigos, vir aqui deixar algumas pulseiras com vocês. – ele disse passando pro Luan.

– Obrigado Wesley, nós vamos lá cara um bom show! 

 – Obrigado, e Helena chama pro casamento hein!

– Pode deixar, não irei esquecer! – ri.

Então tiramos uma foto com ele e o mesmo saiu. 

– Toma Rober a sua e da Cecí; – Luan entregou. – a nossa amor, segura aí. – Luan me passou. – agora essa daqui da pra alguém da equipe Rober. Não esqueça a do Wellington! 

– Reservada! – Rober riu.

Cecília saiu com o Rober e enfim eu e Luan ficamos a sós, me sentei do seu lado no sofá. 

– Depois de amanhã volto pro hospital, aliás, tô com saudade da rotina. 

– Eu posso te buscar?

– Só se for lá pra casa. – dei um selinho e arrumava alguns fios de cabelos.

– Tudo bem.– ele sorriu. – te amo!

– Eu que te amo! – sorrir. 

(…)

De volta em casa no domingo, já eram quase quatro da tarde quando desci do carro e Luan me ajudava a retirar a mala do porta malas. Despedi do Rober e Cecília também desceu desejei boas férias para alguns que eu não veria. Também despedir do Luan que foi embora. 

Ao entrar em casa estava cheio de familiares, ai que maravilha! Entrei na sala dei de cara com Larissa e Caio se pegando no sofá na maior agarração. Peguei a primeira almofada que vi e taquei neles.

– Boa tarde cheguei. – disse rindo logo após. 

– Nós vimos. – Caio olhou pra mim. 

– Boa tarde maninha, que ótimo que voltou.

– Como foi enfrentar esses dias de show com o Luan?

– Menina tem que ter pique viu. – risos. – Mas amei! Quem tá aí?

 – Várias pessoas, seus primos, primas, tias, tios, a vovó Renata, vô Fernando.

– Eita que é a família toda, não dormiram? – ri.

– Dormimos, quase que foi gente até pro seu quarto Lena. – Caio riu.

– Não foi né?

– Menina quase, você sabe como é dona Amélia né? Na hora que ela disse quarto da Helena eu disse. Tem certeza?

Caio riu.

– Até eu falei depois desse tem certeza da Lari, acho melhor deixar o quarto dela quietinho.

– Caio sou muito chata com meu quarto. – rir. – Luan quando vem dormir aqui e espalha as roupas pelo quarto eu já dou meu grito dali. 

– Ah, mas sempre tem algo assim.

– Pois é.. olha continuem aí se agarrando um pouco menos, que já desço, vou tomar um banho. – sorrir. – ah e feliz ano novo pra vocês!

– Obrigado. – eles riram e eu subir.

Logo tomei um banho, pois era tudo que estava precisando no momento me vestir.

cardigan-outfit.jpg

Ao descer passei na cozinha e a abrir a geladeira peguei um copo de água e sair para a área de churrasco. Onde estava bastante gente realmente.

– Olha quem apareceu! – Tia Claudia sorriu.

– Oi tia, bença. – sorrir abraçando-a. – quanto tempo!

– Demais, como estão as coisas?

– Ótima! – disse cumprimentando meus primos e primas.

Fui cumprimentando todos até chegar na minha tia irmã do meu pai Liliane. Eu não gostava dela nem um pouco, ela era tão chata e tão inconveniente. 

– Oi Helena! – ela veio toda, toda pra cima de mim.

– Oi Tia, bença tudo bom?

– Tudo, agora nem convive mais com a gente né? Namorando o cantor..

– Tô sempre aqui vocês que não aparecem. – sorrir. 

– Hmm, e cadê ele?

– Não está.

– Poxa prima só porque eu queria conhecer meu novo primo. – Priscila a desagradável, tal mãe tal filha né? 

– Poxa Pri, que pena! Quem sabe da próxima né? – sorrir. – licença. 

Sair dali e fui até minha mãe, abraçando-a.

– Oi mãe!

– Que bom que chegou Helena, como foi?

– Massa demais. – sorrir.  – Sua cunhada maravilhosa hein, já veio me encher…

– Não reclama ela me encheu o fim de semana todo! – minha mãe riu.

– De quem estão falando mesmo? – uma voz atrás de nós disse.

Capítulo 30° – Ciumento(a) então?

– Aí depois você mata um sem querer te colocam como culpada. – falei e ri.

– Mulher pelo amor de Deus não invente! – ele chorava de rir.

E elas não parava nem um instante de falar do Luan, deixei pra lá e continuei minha conversa com Rober. Depois de quase uma hora eu me sentei, pois já não aguentava mais. Rober foi até Luan que me olhou de onde estava e bebeu um pouco de água.

– Ai eu vou lá! – a menina disse com a outra. – aproveitar que ele parou.

– Vamos!

Me levantei para ir atrás, mas parei e olhei pra elas.

Na hora que chegaram perto falou.

– Oi Luan tudo bom? – sorriu. – você pode tirar uma foto com a gente?

Rober me olhou de onde estava.

– Oi tudo bem? – ele disse. – claro.

Rober pegou o celular das mesmas e começou a tirar a foto.

– Hoje o show vai ser massa hein! – uma delas disse.

– Vai sim.

Luan não foi muito de dar conversinhas com elas, mas ainda insistiam.

Então resolvi ir até os meninos, cheguei perto do Rober e comecei a conversar normal rindo ele sabe do que! E Luan meio que me olhava nervoso com a situação até que peguei no chão a garrafinha do Luan e bebi um pouco da água dele. Elas vendo o que eu tinha acabado de fazer me olharam eu sorrir gentilmente, não queria ser inconveniente com as amigas.

– Gente desculpa, mas temos que ir! – Wellington chegou dizendo.

Finalmente apareceu!

– Vamos que quero um banho. – disse rindo. 

– Tchau gente! – ele despediu das meninas.

Fui andando na frente até a recepção Luan veio atrás de mim e me abraçou por trás me dando um beijo no rosto. Ao despedir do dono da academia na frente da mesma tinha algumas fãs que Luan atendeu com todo amor do mundo, e eu fui pro carro esperando eles.

– Cara! – Rober dava gargalhadas ao entrar no carro.

– O que é Rober? – editava uma foto que tirei com Luan e postava.

924355_647429152008848_973113774_n.jpg

@helenamitchell: Borá, borá projeto carnaval! HAHAHA @luansantana

@helenaprincesa: Ô casal maravilhso ❤

@luancantor: amores

@brusantanreal: Lindossss, não malham nada só tiram fotos mesmo. HAHAHA 

 

 

– Luan você precisava ter visto a Helena! 

– O que? – ele entrou no carro colocando o cinto.

– Na hora que aquelas meninas entraram na academia já falaram que vieram malhar de manhã só porque o Luan Santana estava lá. – revirei os olhos. – depois me soltam que quem sabe ele não me chama pra assistir o show do lado do palco. Até aí tudo bem né? – ri.

– Na hora que elas foram pra perto de você Helena levantou eu só a olhei e disse, fudeu! – Rober ria.

– Ah é amor?

– Uai não sei como é na academia quando você vai, mas eu não faço sucesso assim igual você faz com as mulheres não hein! – ri.

– Ah então beber água na minha garrafa…

– Foi pra ver se elas desconfiariam, pois licença elas estavam dando em cima.

– Eu noto o interesse das pessoas de longe Leninha. – ele riu. – e também os ciúmes. 

– Que bom saber… – ri.

– Besta.– selou nossos lábios.

– Banho e descer pra almoçar beleza?

– Tranquilo Testa!

Ao chegarmos no hotel fomos direto pro banho onde namoramos um pouquinho, mas tínhamos que descer a equipe nos esperava para almoçar. Me vestir.

Fomos então para o restaurante onde jantamos todos juntos. Luan era impossível gente, ele quando juntava com o restante do pessoal Jesus toma conta que eu já não consigo.

Ao voltarmos pro quarto de hotel eu e Luan nos jogamos na cama, ele mexendo no celular e eu liguei a TV passando os canais até achar algo interessante.

– Ciumenta então? – ele do nada disse.

– Hãn?

– Você na academia.

– Ah queria ver se fosse os pacientes do hospital comigo. – disse.

– Porque, tem?

– Ué.. – ri e voltei a olhar a televisão.

– Helena.

– Oi Luan? – ri.

– Tem?

– Sempre tem, mas não dou bola. Você foi um deles lembra? – pisquei.

– Sim eu lembro.– ele sorriu. – mas eu posso, aliás agora você é minha!

– Me diz… acostumava a chamar qualquer uma pra assistir o show do lado do palco?

– Porque quer saber?

– Curiosidade.

– Bom que fique bem claro antes de nos conhecermos… – ele riu. – as vezes alguma me agradava eu queria conhecer e bom ela assistia do lado sim.

– Pra que? – eu deixei a TV e me virei completamente pra ele. – agrada-lá?

– Talvez…

– Adiantava?

– Elas só queriam ibope.

– Como imaginei. – voltei a olhar a TV rindo negando.

– Vai ficar zoando agora é?

– Nem disse nada. 

– Hm! Quem é Dr. Leonan? – ele me olhou.

Me virei bem calmamente pra ele, olhei.

 – Parker? 

– Isso quem é?

– Porque amor?

– Uma vez saiu que você almoçou com ele e tal a gente nem juntos estávamos ainda, e depois vi uma mensagem dele no seu celular. – ele me olhou. – Não vi porque estava fuçando você estava no banho e e eu vi pois a tela do celular acendeu. – ele foi mais rápido que eu.

– Ahh tá. – risos. – Dr. Parker ele é chefe da Ortopedia e meu chefe também, aquele dia do almoço tínhamos terminado uma cirurgia de seis horas e estávamos mortos de fome e fomos almoçar. 

– Hm! – ele disse.

– Porque?

– Antes eu pensava que ele tinha algo com você… cheguei até falar com o Testa.

– Como? – rir.

– Ai amor isso tudo é muito amor por você.

– Ciumento então?

Finalizei rindo como ele mesmo começou, rs. Ah como eu amo esse garoto!

Em São Paulo…

Larissa On.

Ligação.

– Bru!

– Oi Lari?

– Preciso de você vem aqui em casa.

– Vou passar no Breno e vou aí.

– Não miga vem aqui primeiro.

– Aconteceu algo?

– Não, mas é sobre dia 12 aniversário dos meninos. Preciso de você!

– Ahh claro tô indo, beijo.

– Beijo. – risos.

– Larissa! – minha mãe gritou.

– Oi mãe!

– Preciso ir pro hospital uma emergência.

– Mas mãe e a virada?

– Eu volto antes, ajuda Célia na cozinha por favor!

– Tudo bem. – disse já indo ajudar a Célia, hoje a família viria pra cá.

Larissa Of.

– Amor então o que achou? – dei uma voltinha.

10268808_226262457706481_2123608997_n(1).jpg

– Você está maravilhosa!

E me beijou sorrindo. 

Ele estava todo lindo também.

302378_gravacao_do_show_da_virada_da_rede_globo_no_estadio_serra_dourada_em_goiania_m

Capítulo 29° – Praia

A noite se aproximava e fomos nos arrumar para que pudéssemos ir pra mais um passeio durante essa noite. 

– Até que fim sem atrasos! – minha mãe riu.

– Ô Amélia isso porque eu apressei a Helena, né?

– Ou ao contrário Luan? – Amarildo riu.

– Ô pai assim você não me ajuda. – Ele riu e saímos todos juntos. 

(…)

– Pensando bem acho que não vou nesse trem não hein! – Luan riu ao olhar a altura quando estávamos na fila.

– Ahh Luan, me poupe né?

– Te poupar? É o que eu tô tentando amor, olha o tamanho disso, não quero fazer cena lá em cima mesmo. – ele riu.

– Besta, você nem sente é igual um elevador tranquilinho.

– É rapais deu ruim pra nois. – Caio disse rindo.

– Depois falam que são corajosos, aiai! – Bruna disse.

– Pois é né Bru. – ri.– Falo nada, apenas observo!

Então nossos pais não quiseram ir e os meninos também já não queria, mas os arrastamos e quando estávamos lá em cima foi tudo maravilhoso, tudo lindo! Olhar Las Vegas ali de cima era maravilhoso, as luzes da cidade. Tiramos algumas fotos, e quando descemos eles disseram que era só aquilo.

– Então vamos de novo. – disse.

– Eu não esse trem nem graça tem. – Breno riu.

– Não tem graça, mas medo vocês tem né? – Larissa riu.

– Ai meu Deus, que vista linda né? 

– Demais, apaixonada! – Bruna disse.

– Vamos comer qualquer coisa, mas vamos, por favor. – Luan pediu.

– Vamos amor. Onde dessa vez? – olhei nossos pra procurar nossos pais. – nos deixaram?

– É nos deixaram! – Bruna riu. – Ai não.

– Vou ligar calma.

Liguei pro meu pai ele disse que estavam andando pela cidade, disse então que encontraríamos eles em casa. E fomos andar e procurar algum lugar para jantarmos. 

(…)

– Praia, finalmente praia!

Havíamos chegado em Los Angeles ás onze da manhã e fomos direto pro hotel em frente a praia para guardar nossas coisas nos trocarmos e comer algo antes de descer. 

Depois fomos aproveitar a praia precisava muito pegar uma corzinha antes de voltar pro hospital, HAHAHA! 

Luan passou protetor em e bronzeador que eu também havia trago, ele passou e eu logo passei protetor nele também que ficou fazendo caretas, enquanto eu passava.

– Idiota!

– Que você ama!

– A eu amo mesmo. – ri.

– Linda demais essa muié meu Deus do céu. – ele me agarrou  e me enchia de beijos.

– Será que podemos ir pra água? – Larissa chegou nos molhando com os pingos dos cabelo dela. 

– Ai sua bruxa! – ri. – sai pra lá!

– Vamos amor!

– Borá!

Entramos naquele mar maravilhoso e aproveitamos bastante. A tarde inteira foi só ali na praia, areia, mar, vôlei com alguns Brasileiros que encontramos por ali, água de coco. Pena que estava acabando hein!

A noite nos arrumamos e andamos por Los Angeles, depois todo mundo se separou para aproveitar cada casal sozinho. Bom eu e Luan seguimos para um barzinho mais calmo que pudéssemos curtir o momento apenas nós dois, assim que chegamos meu celular tocou, enquanto seguia Luan até a mesa atendi.

– Oi Lisa!

Oi amiga tudo bom?

– Sim e você?

– Tô bem, tenho que te contar uma coisa..

– É muito sério?

– Sim, ou talvez não… – ela riu.

– Ai besta sobre quem?

– Parker! 

– Ihh, pode me ligar amanhã por favor.. estou em um jantar com o Luan miga.

– Claro, claro que sim minha linda, amanhã te ligo, bom jantar pro casal.

– Obrigado beijo!

Fiquei curiosa admito! Mas eu não poderia deixar Luan, enquanto fofocávamos no telefone.

– Pronto meu amor.

– Não era algo importante? – ele sorriu.

– Não mais que esse momento. – sorrir.

– Hm. – ele sorriu. – Que dia você vai pro hospital?

– Segunda-feira já. – disse bebendo um pouco do drink que o garçom nos trouxe.

– Eu logo entro de férias. – ele disse.

– Mês que vem né? Já decidiu pra onde você vai?

– Não ainda não, mas queria que você fosse.

– Você sabe que é impossível né amor.. – disse. – vai e aproveita pra descansar nas suas férias.

– Olha eu vou por quinze dias e os outros quinze fico com você.

– Como quiser! – risos.

– Faltam três anos pra você formar né? 

– Isso finalizando a residência ano que vem, irei me especializar por dois anos e se tudo der certo formada! – sorrir.

– É anos demais estudando. – ele riu. – sabe o que eu queria se fosse estudar?

– Não, você nunca me disse o que?

– Biologia.

– Amo, você gosta?

– Era a melhor matéria que eu gostava, por nascer em Campo Grande, sempre viver nas fazendas dos familiares né? Acho que arriscaria até veterinário.

– Ai amo!

– Mas tinha que ser de bichos grandes.

– Ai, ai eu pensaria. – risos.

Ele riu.

– Mas na vida tomei um outro rumo, arrisquei na minha carreira, muita gente apostou em mim, principalmente meu pai que deixou seu cargo de bancário pra me ajudar.

– E graças a Deus hoje está aí, fazendo sucesso onde passa, levando amor através de suas lindas músicas para várias pessoas. – sorrir. – você sabia que é a forma mais linda de amor né?

– Entre fã e ídolo?

– Também, mas no caso eu falo em transmitir amor pela música, pelo carinho que as pessoas tem com você e você com elas. Isso é lindo, isso é encantador! 

Ele parou com os cotovelos na mesa apoiou a cabela sobre os mesmos, abriu um lindo sorriso e ficou me olhando viajando em sei lá o que! 

Fomo interrompidos pelo garçom nos servindo uma porção entre várias coisas, agradeci e ele saiu. Luan sorriu e bebeu um pouco do seu drink. 

– Eu não sei explicar o que… mas eu sinto que você é a mulher pra mim você me entende?

– O que te leva a pensar isso? Tudo aconteceu tão rápido… – sorrir.

– Helena quando eu cheguei no Hospital e você entrou com sua mãe no quarto, e quando tudo acabou eu comentei com o Rober. Cara como ela é linda! Rober disse que eu fiquei falando de você por dias. Depois de um mês acho nos encontramos outra vez, mesmo eu vendo você eu sabia que já tinha te visto, mas onde? E nada me vinha na cabeça até que pronto é o destino. – ele riu. – E toda vez que nos encontrávamos por acaso ou algo parecido tinha algo a mais em seu olhar, esses brilhos aí mesmo. 

– Sabe o que eu já notei? Que esse brilho em meu olhar não é a todo momento e sim quando você está perto, quando é algo relacionado a você quando estou com você. E eu te amo tanto, tanto por isso, eu não sei explicar…

– Você é linda demais. – risos, me beijou.

– Te amo!

Nosso resto de noite foi maravilhoso, quando terminamos voltamos pro hotel onde tivemos uma linda noite de amor.

(…)

Sábado 31 de Dez, véspera de ano novo, Brasil.

– Helena amor eu tô indo pra academia tá? – Luan me avisou.

Estávamos no quarto de hotel em Fortaleza onde seria o show da virada hoje.

– Vou com você quero malhar! – sorrir.

– Se troca rapidinho então amor. – ele sorriu.

Então coloquei uma roupa para malhar e amarrei o cabelo peguei meu celular e saímos para encontrar Rober, Herman e Wellington

 – Não sei pra que malhar. – ele me olhou. – olha esse corpo.

– Manter né? – ri. – quando estou no condomínio e Cecí me chama vamos a noite.

– Só pros marmanjos ficarem de olho. – ele revirou os olhos.

– Ai Luan por favor! – nós rimos.

– Tô mentindo? – ele me olhou, ao chegarmos na academia próximo ao Hotel.

– Uai não sei..

Ri e ele foi na frente entrando e eu logo atrás segurando sua mão. Ele cumprimentou o dono da academia que já esperava o Luan, o cumprimentei também e já fomos aos exercícios.

 – Herman vamos com calma por favor! – eu pedi rindo.

– Parceiro nada de calma não, faz ela puxar uns ferro ela quis vir. – Luan riu.

– Pode deixar Luan! – ele riu.

– Credo amor! Eu irei ficar na esteira.

– Linda. – ele veio e me deu um selinho e foi malhar.

– Borá, borá Rober! – chamei Rober que sentou e ele foi pra esteira comigo.

Enquanto eu e Rober malhávamos de um lado o Luan puxava o ferro do outro junto com o Herman. Logo chegaram umas mulheres na academia, muito bonita por sinal e ouvir dizer.

– Só vir hoje malhar de manhã, pois fiquei sabendo que o Luan Santana viria malhar amiga. – uma dizia para outra. 

– Ah eu também, quando o treinador disse me animei! Menina ele é um gato né?

Rober me olhava rindo, e eu apenas fiquei escutando tudo no meu canto.

– Demais vai que ele nos ver e nos chama pra ver o show dele hoje na virada, do lado do palco já pensou? 

– Ahh quero! Olha ele lá. – apontou Luan.

Eu dava gargalhadas, mas continuei no meu canto.

– O dó! – eu falei rindo. – cada uma que você escuta hoje em dia né Rober? 

 

 

 

Capítulo 28° – O Natal

O Natal foi tão bom ao lado das pessoas que amo. Eu aproveitei cada instante da noite, demos presentes pra quem quisermos sem amigo oculto. A ceia foi maravilhosa, as sobremesas, ai meu Deus nem se fale! Como Luan disse “quando voltarmos já tô me vendo sofrendo igual um bicho véio na academia” pois é imagina só? HAHAHA! 

A noite de Natal foi deliciosa tiramos algumas fotos, mas evitamos mexer com celulares queríamos aproveitar o máximo com nossos familiares. Foi um dos melhores natais que existiu!

 (…)

Dia 25 domingo passamos o dia todo na piscina brincando, comendo, rindo, namorando. Ah, não tem noção o quanto estava boa aquela tarde de domingo. Luan pegou o violão e junto com os meninos e ficaram cantando.

 

Segunda-feira às 10 da manhã.

– Bora acordar meu amor!– pulei em cima do Luan na cama.

– Ou! – ele reclamou.

– Nem deixa de preguiça, eu quero andar por Las Vegas…  – disse rindo.

– Ô Helena me deixa!

– Que te deixa o que menino, eu hein, não sair do Brasil pra ficar deitada e presa o dia todo dentro dessa casa. – ri me levantando e abrir as cortinas do quarto  e o sol invadia o quarto. – bom dia! 

– Ô Jesus Cristo, não aguento não! Helena fecha isso daí.

– Não amor… anda levanta! – o puxei e ele é bem mais pesado me puxou pra cima dele com  tudo, e sem querer bati meu rosto em sua boca. 

– Caramba Helena! – ele disse levando a mão da boca.

– Uai foi você que me puxou. – disse preocupada com meu bebê. – deixa eu ver..

– Não sai, você me machucou.

– A culpa não foi minha deixa eu ver amor. – disse tentando olhar.

– Você é má!

– Você que é preguiçoso.– ri.

– Não quero papo com você!

– O menino deixa de ser manhoso e deixa eu ver esse machucado aí. – disse séria.

– Isso foi a Dra. Helena falando? – ele gargalhou.

– Ridículo! – disse enquanto eu olhava o cortinho que havia feito. – se levantasse na boa não teria acontecido.

– Vou contar pra minha mãe que  tá me machucando.

 – Conta uai pode contar. – disse rindo.

– Você é tão má que nem faz nada pra sarar. – ele fez aquele biquinho de matar qualquer um!

– O que você quer que eu faça? – ri.

– Uai sei lá né? Você que é a Dra. aqui e não eu!

Peguei meu travesseiro e dei uma nele que ele começou a rir e não conseguia mais parar. 

– Melhorou? – o olhei.

– Olha eu acho que um beijinho a dor vai passar. – deu um sorriso mais sem vergonha.

– Af Luan, você é tão sem vergonha!

– Ai mulher e você tão linda, mas tão brava!

– Brava eu vou ficar se você não levantar dessa cama agora e a gente ir andar.

– Nossa Helena, nossa! 

– Ô amorzinho eu não aguento mais ficar aqui. – subir por cima dele novamente e dei vários selinhos de leve em sua boca. – levanta, por favor.

– E se eu disser não?

– Eu vou mandar você ir catar coquinho e vou sozinha!

– Mulher cê ta brava demais.– Ele riu levantando e me tirando de cima dele e me beijou. 

– Acho bom! – ri.

– Se não o que hein?

– Arrumo alguém pelas ruas de Las Vegas para andar comigo por aí..

 – Eu hein, mas é claro que não.

– Então anda logo, vai!

Ele riu entrando no banheiro, aquela visão só de cueca box me matava a cada olhada e ele ainda fazia para provocar, joguei o travesseiro outra vez e ele fechou a porta.

– Louca! – ele gritou.

Fiquei rindo sozinha e arrumando o quarto.

Luan ao terminar o banho se vestiu assim.

693c843e189d87a3fba36cbf75c1a8b1

– Hm todo modelo! – disse o abraçando.

– Eu sou né! 

– Idiota! – ri. – vamos descer.

– Todo mundo saiu?

– Não estão te esperando.

– Vish! 

– Pois é, você demora.

– A culpada foi você.

– Vou nem falar nada, ta!

Ao chegarmos na sala Breno gritou.

– Nossa Luan, a gente quase que foi e te deixou aí cara.

– Brenão  sabe né? – apontou pra mim. – mulheres!

Peguei uma almofada e taquei nele e ele agarrou. Meus pais, pais dos meninos e do próprio Luan riam.

– Ou essa menina ela ta agressiva demais! – Luan riu.

– Anda logo vai tomar seu café pra gente ir Luan.

– Tô indo, tô indo!

– Vocês dois são uma piada cara! – Bruna riu.

– Ah ele é seu irmão você sabe o que eu tô passando. – ri.

– Eu sei o que você tá passando mesmo e agradecendo por não passar mais. – rimos.

– Que amor é esse aí encubado por mim hein Pi!? – ele gritou lá da cozinha.

– Te amo Pi! – ela gritou do outro lado.

Luan terminou o café e nós conseguimos sair de casa, eu ouvir um amém? Amém! Hahaha! Fomos andando mesmo, tirando fotos, rindo, conversando olhando as lojas entrando, comprando, comendo as besteiras pelas ruas.

Nos sentamos todos num restaurante para almoçarmos e Luan disse.

– Fica assim amor, vou tirar uma foto! – Ele riu. – Olha a cara dela gente! 

Todos me olharam, sorrir pra foto.

tumblr_odcxebz8nw1rxb9teo1_500

@luansantana: Ela é tão linda e eu sou tão apaixonado por ela! Minha princesinha te amo! ❤ @helenamitchell 

@amorluan: Meu Deus como ela pode ser tão linda? ❤

@luancantor: AHHHHH QUE LINDA!

@helenaprincesa: Ela realmente é uma princesa!

@helenaanja: te amo lindeza!

@afetoluans: LINDAAAAAA!

– Bobo. – sorrir me sentando ao lado dele.

– Que dia nós iremos para balada daqui hein?

– Vamos combinar, acho muito bom. – Breno disse.

– Vocês saem lá do outro lado onde vocês vivem de balada pra ir aqui também? – Bruna olhou eles.

– Mas é diferente né Bru. – Caio riu. – homens, mulheres diferentes.

– Pra que você quer ver mulheres diferentes? – Larissa olhou Caio.

– Vish! – eu ri. 

– Não é isso amor, tá doida? – ele começou a rir também.

– Mas não importa nós vamos. – Luan disse.

– Hm, vamos?

– Eu vou. – ele me olhou rindo.

– Idiota! Mas hoje a noite não, hoje nós vamos na High Roller!

– Ahh, eu quero! – Larissa e Bruna super animaram.

– Isso aí é aquele trem né? A Roda gigante mais alta do mundo.

– Isso, hoje nosso passeio a noite é por lá… – disse.

– Lá vem vocês inventar. – meu pai disse.

– Ô pai você é o primeiro a entrar. – Larissa falou e ele riu.

– Vai pensando boba, vai pensando!

Todo mundo riu nosso almoço chegou, almoçamos naquele clima descontraído de Las Vegas. Comida maravilhosa! Depois voltamos ao nosso turismo pelas lojas, comprei tanta coisa e Luan reclamava que não aguentava mais lojas e lojas! 

tumblr_ogwj9pw02j1rzyfwvo1_500

@brusantanareal: Aquele diazinho de compras e mais compras, a gente nem gosta né? Imagina só? @helenamitchell ❤

Depois de um dia todo só andando e conhecendo vários lugares voltamos pra casa os meninos, tiraram a roupa e pularam com tudo na piscina. Junto com as meninas fomos colocar nossos biquínis para que pudéssemos cair na água também. 

Ao descermos começamos mais e mais farras.

– Ou amanhã a gente podia pegar o carro e ir pra Praia mais próxima. – Bruna disse.

– Los Angeles, quero! – disse.

– Quantas horas daqui? – Breno perguntou.

– Acho que umas quatro, cinco horas..

– Quem topa? – Luan perguntou.

– Todos! – falamos.

– Ótimo ai tipo nossos pais aproveitam um pouquinho sem a gente e ficamos num hotel por lá e voltamos no outro dia. – Larissa deu ideia.

– Pois quinta já vamos pra casa.

– Queria voltar não hein! – Caio disse.

– Na verdade eu também não. – disse rindo.

– Eu tenho show. – Luan riu. – Posso nem falar não quero voltar. 

Aproveitamos o restinho da tarde na piscina, e postamos algumas fotos.

tumblr_odlxpgys5b1u2ct7ro1_500

@larissamitchell: Ah eu amo tanto vocês! @helenamitchell @brusantanareal 😍 ❤️

tumblr_oguxaj9t1O1s691b5o1_500.jpg

@helenamitchell: @luansantana ❤️

tumblr_njx7x5zrwq1rhy30yo1_500

@larissamitchell: Brunitcháaa! ❤️ @brusantanareal

tumblr_njgn9lZkKs1t3gerfo1_500

@brusantanareal: LOVE @brenocesarbcc ❤️

tumblr_o7qzibAgMc1v3793to1_500.jpg

@larissamitchell: Te amo @caiocesarbcc ❤️

Capítulo 27° – O primeiro dia

Acordei mais cedo no outro dia, tomei um banho e me vestir.

MARI_Vestido3.jpg

Sair do banho Luan ainda dormia sair do quarto e ao descer encontrei Bruna, Larissa, Marizete, minha mãe tomando café.

– Bom dia! – sorrir.

– Que milagre, você acordada tão cedo. – Larissa riu. – bom dia!

– Bom dia! – as três disseram juntas.

– Luan? – Mari me olhou.

– Tá no jeito que vai dormir bastante ainda. – ri.

– Luan pode esquecer. – Bruna riu.

– Cadê meu pai? 

– Saiu com Amarildo filha, foram resolver as coisas da ceia.

– E nós vamos ao Walmart. – Bruna disse.

– Isso eu e sua mãe já fizemos a lista. – Mari disse.

– Tudo aí? – disse bebendo um pouco do suco.

– Sim. 

– Mãe você bem que podia fazer aquela torta pra gente. – disse.

– A Larissa já disse isso. – Ela riu.

– Agora até eu quero comer Amélia! – Bruna disse.

– Ah eu também! – Marizete riu.

– Pronto eu vou comprar as coisas também. – falei. – vocês estão prontas podemos ir?

– Podemos, a chave do outro carro ta ali em cima Leninha. – Bruna disse pegando e me entregando.

– Vamos tchau mãe, tchau Mari. – dei um beijo nas duas.

– Vão com Deus e não esqueçam nada!

– Pode deixar! – falamos as três e saímos juntas.

No caminho fomos cantando até chegar ao Walmart, sendo que o GPS nos fez ficar perdida, mas conseguimos chegar ao destino. Assim que estacionei fomos entrando e já pegando tudo e mais um pouco do que estava na lista.

Meu celular começou a vibrar e então quando vi era Luan, atendi.

– Oi meu amor, bom dia!

– Bom dia tem como você vir aqui no quarto?

– Você ta dormindo até agora? – ri. – Não tô em casa, vir no Walmart com as meninas.

– Ué e nem me chama.

– Será porque né? Vem pra cá.

– Capaz amor. – ele riu. – Vai comprando aí que eu vou pra piscina.

– Folgado você demais, não acha não?

– Nem um pouquinho. – ele riu. – férias Heleninha.

– Tô vendo! – ri. – beijo, te amo! 

– Também te amo.

– O que o Luan quer?

– Perguntar onde estava e disse que está indo pra piscina, mereço! – ri.

 – Acostume-se! – Bruna riu. – ah, o que cê acha que ainda está faltando?

 – As frutas Bru, e acho que só!

– Ótimo, vamos todas. – Lari foi na frente.

Após comprarmos tudo pagamos e voltamos para casa, Luan como havia dito estava na piscina e adivinhem só quem estava com ele.

– O que eles estão fazendo aqui? – Lari olhou Bruna.

Breno e Caio também estavam.

– Vocês acharam mesmo  que não iríamos vir, viemos todos. – Breno riu.

– A sogra o sogro? – Bruna sorriu.

– Também. – Caio me abraçou. – E aí cunhada!

– E aí Caio! – O abracei e ele foi abraçar Lari. – Oi amor.– dei um beijo  no Luan.

– Pensei que tinha se perdido por Las Vegas.

– Fácil né Luan, GPS nos fez da um monte de volta, mas tudo bem. – risos.

– Vem pra piscina.

– Vou só colocar as coisas lá na cozinha me trocar e venho.

– Te ajudo meu amor. – Luan saiu se secando e veio atrás de mim. – tá gostando daqui?

– Na verdade amando, é gostoso  é bom sair assim livre, ainda mais pra você. – sorrir. – eu imagino.

– É sim, só que eu sinto falta da loucura do Brasil.

– Eu entendo, aliás. – disse colocando as sacolas na bancada. – não descobriram ainda?

– Já acredita? – ele riu.

– Não duvido, suas fãs são do FBI meu amor. – ri. – difícil é elas não descobrirem.

– Encontraram tudo? – Minha mãe entrou na cozinha, Marizete logo atrás.

– Sim senhora! – risos. – tudo e mais um pouco.

– Como? – Luan riu.

– Chocolates! – mostrei rindo.

– Sabia! – Minha mãe e Luan disseram juntos.

– Cauã que ouse a saber disso!

– “Ô manhê”, estou de férias né!

– Deixa ela gente. – sogra riu.

– Isso me deixem. – ri. – olha vou subir e colocar um biquíni e cair na piscina. Vem amor!

– Vamos Heleninha. – ele veio rindo.

Bruna também subiu para se trocar antes chamei ela pro quarto onde estávamos eu e Luan para que ela tirasse uma foto nossa, e que linda ficou eu postei.

tumblr_oee9dsN5Kt1rnqfh0o1_500.jpg

“@helenamitchell: curtindo as férias ao lado do melhor do mundo, eu te amo! #sorteamorepaz ♥ @luansantana”

@cantorls: Melhor cantor, eu te amo! Melhor casal.

@helenaprincesa: Ai ♥

@amordols: meus amores. ♥

@brusantanareal: Fotografa eu mesma, e os créditos? haha amo! 

@larissamitchell: nossa nem parecem que são chatinhos. haha ♥

@roberlelis: Aôooo casal! ♥

Descemos todos para a piscina e enquanto o churras rolava aproveitávamos o dia na piscina conversando, brincando, namorando e curtindo. Após, o almoço entrei tomei um banho e me vestir.

tumblr_ng6obinvb91rp93sno1_500

– Vocês aceitam ajuda? – Olhei as mulheres na cozinha.

– Não minha filha vai curtir com os outros. – Sogra disse.

– Não Mari. – risos. – cansei de piscina.

– Desde sempre nunca gostou muito. – minha mãe riu.

– Já a Lari ama né? – Ana mãe dos gêmeos disse.

– Aquela ali é igual peixe. – eu disse rindo.

– Escutei meu nome. – ela veio rindo e abrindo a geladeira.

– Shiu gente o assunto chegou! – ri.

– Ridícula, já cansou da piscina?

– Aham, vou ajudar aqui na ceia que é logo mais né?

– Aiiii! – veio Bruna correndo igual louca lá de fora gritando. – Luan para!

Ah mais tinha que ser! – disse rindo e olhei Luan.

– Shiu, se não eu te molho também. – ele me olhou apontando pra mim.

– Helena segura esse homem seu. – ela riu.

– Bru, vocês são irmãos. – ri.

– Mas ele é um chato!

– Irmãos mais velhos Bru, sempre são assim. – Larissa me olhou rindo.

– Af, vai te catar Larissa! 

– Vocês duas deveriam se espelhar em nós dois. – Luan disse comendo um pedaço de carne.

– Melhores pessoas que vocês respeitam!

– Gente vocês vão discutir lá fora vai, vocês que são irmãos vocês que se entende! – sogra riu.

– Isso Mari, bota todo mundo pra correr!

– Ô mocinha que tá atrevida é essa Helena viu, ô muié difícil!

Todo mundo riu.