Capítulo 58° – Viajando

Fizemos amor na banheira do hotel maravilhosa cheia de espumas.

No outro dia a tarde…

Acordei primeiro que Luan e já eram uma hora da tarde, peguei meu celular e tinha mensagem do Rober.

Bom dia Helena ou boa tarde vai saber a hora que irá ler kkk, desceremos para o aero às quatro da tarde, pode apressar o Luan por favor? Obrigado!

Boa tarde Rober kkk! Pode deixar (:

Me levantei indo até o banheiro escovei meus dentes lavei o meu rosto, fiz um coque no cabelo. Peguei um vestido camisão e fui tomar um banho. Ao terminar fui pedir o almoço pra mim e Luan, não tinha nem como pedir café da manhã, rs. Seguir até a sacada do hotel, que dia quente fazia! Estavam cheio de fãs lá em baixo já esperando o cantor delas.

Voltei pra sala me sentei no sofá e liguei a TV num canal qualquer, fiquei mexendo no celular. Meia hora depois Luan resmungou.

– Lê, Leninha.. – ele chamava.

– Oi amor? – respondi de onde eu estava.

– Pensei que eu estava sonhando.

– Porque? – fiquei de joelhos no sofá e olhei a cama, ele estava com a carinha mais fofa do mundo. Um bebê!

– Pois eu pensei que só havia sonhado que você tinha vindo comigo pros shows, graças a Deus é realidade! – ele sorriu.

– Ô meu amor. – risos. – boa tarde dormiu bem?

– Melhor impossível. – ele pegou o celular dele. – cê já ta de banho tomado é isso mesmo? – ele me olhou e logo olhou o celular de volta.

– Um banho pra despertar né amor? – ri.

A campainha tocou.

Fui até a porta era o nosso almoço eu peguei as bandejas colocando na mesinha do quarto, voltei peguei a outra fazendo o mesmo.

– Obrigado.

– Por nada e bom apetite! – a moça saiu.

Quando voltei pro quarto o Luan já não estava mais na cama, escovava os dentes no banheiro. Fui até a sala desliguei a TV.

– Amor vem almoçar. – disse.

– Tô indo princesa. – ele veio até mim, me deu um selinho. – e você dormiu bem?

– Com você como não dorme? Me diz.. – segurei a mão dele.

– Linda demais essa muié meu Deus. – ele sorriu.

– Rober mandou uma mensagem avisando que vamos sair as quatro.

– Ta bom amor.

Enquanto comíamos, conversávamos Luan contava várias coisas que planejava comigo uma delas era casar antes do bebê nascer.

– Amor mas o bebê nasce daqui cinco meses. – disse assustada. – Não dá não amor.

– Dá sim Lena.

– Só no civil que você fala né?

– Bom não era… – ele riu. – mas ta bom, aí a gente já prepara o casamento pro começo do ano que vem.

– Ótimo amor. – comecei a rir e parei olhando pra ele.

– O que foi?

– Você Luan é uma pessoa incrível em todos os aspectos. Não é porque você canta não, é que você tem um carisma tão cativante que é algo que se destaca em você e leva isso até as pessoas de uma forma tão fácil e eficaz! Você é um iluminado, e eu grata a Deus por eu entrar na sua vida e você entrar na minha. – sorrir.

– Helena! – ele levantou me puxou e me abraçou forte. – eu vou gritar pro mundo que eu amo você!

– Eu também. – sorrir, falando baixinho no seu ouvido. – Eu te amo, te amo muito você é o meu mundo!

Ele me olhou e sorriu super fofo, segurou meu queixo e aproximando seus lábios dos meus me beijou com muito amor, muito carinho um beijo gostoso, maravilhoso, terminou com vários selinhos e dizendo:

– Você é meu anjo.

Sorrir.

(…)

– Dra. Amélia estou precisando da Helena, ela tá em casa? Será que pode vir me ajudar numa cirurgia?

– Bom Leonan, Helena está viajando desde ontem. – disse. – Só serviria ela?

– Cirurgia geral né? E ela sabe como gosto, sabe como eu trabalho. – ele disse. 

– Nessa não poderei te ajudar ele só volta amanhã. 

– Vamos ter que começar amarrar Helena. – Leonan riu.

– E meu filho aquela ali é difícil, você sabe! Não tem quem a amarre. – rimos.

(…)

Quatro horas da tarde estávamos os dois prontos, malas arrumadas e só esperando Rober para buscar a gente. Luan disse que iria postar uma foto nossa que os fãs pediam muito. Então nos ajeitamos e tiramos uma selfie.

@luansantana: Simplesmente amar, amor! 😍

Rober bateu na porta e descemos até a portaria do hotel, no Hall tinha algumas pessoas e Luan tirou foto. Na porta cheio de fãs, primeiro Rober levou as malas e logo depois voltou para me buscar. Passei pelas meninas e entrei na van me sentando no canto. Marquinhos na cadeira da frente.

– O que tá achando da tour do fim de semana?

– É cansativo né Marquinhos? – risos. – prezo vocês por isso, mas amando acompanhar o Luan e a galera no show. É muito bom!

– Sim demais né? E o mais legal é que as meninas gostam de você, na hora que estava ali fora, perguntaram porque você é tão quieta. – ele riu. – isso é porque não te conhecem né Helena.

– Ou sou super quieta e tímida!

– Tímida? – Luan ia entrando na van. – Eu né?

– Ata Luan que você que canta pra milhares de pessoas nos shows é tímido.

Ele riu.

Logo a van partiu para o aeroporto que já iríamos direto pro show de Minas, que chegaríamos em cima da hora. O show era na cidade de Uberlândia – MG. No aeroportos de SP e Minas mais fãs, era gente demais pensa? 

Seguimos direto pro local do show onde haviam esgotados os ingressos, fui encostada no Luan até chegarmos , dormir esse percusso todo.

– Bem que falam que muié grávida dorme viu. – Luan ria enquanto me acordava.

– Amor eu tenho sono pra dois. – ri.

– Comer também ta comendo pra dois. – ele disse.

– Seu nariz Luan! – eu ri.

Todos na van riam.

– Ô Luan coitada da Helena! – Arleyde disse.

– Já acostumei já, é desse jeito! Quando não é o Rober é ele.

– Nossa me sentir culpado agora. – Rober riu. – Na hora de me zoar ninguém chora né? 

– Fica na sua! – eu disse, beijei o Luan. – Bora descer.

– Bora.

– Cuidado Lena. – Luan disse.

Sorrir e assim que a porta da van abriu a gritaria tomou conta daquele lugar, Rober e com a ajuda dos seguranças me ajudaram a passar pro outro lado e esperar Luan. Logo depois ele veio ajeitando o cabelo e segurando em minhas mãos. 

– Cê deve ta com fome né amor? – ele me olhou. – pois eu tô.

– Não vou mentir, estou. – risos.

– Tem um jantar no camarim.

– Opa ai falou nossa língua. – Luan riu, como era bobo.

Entramos pelos corredores do lugar e Luan foi cumprimentando quem passava por nós até chegarmos ao camarim, onde entrou Rober, Arleyde,Marquinhos o cheiro da comida que estava ali dentro maravilhoso. Só lavamos as mãos e fomos jantar antes que Luan tivesse que atender. 

Anúncios

Capítulo 57º – Nordeste

– Helena, Helena! – Eram os gritos quando eu sair da van.

– Oi meninas. – acenei e entrei pra dentro do camarim.

Logo veio o Luan entrando e o resto do pessoal atrás.

– Luan logo entra a imprensa e depois tem alguns fãs. – Rober disse.

– Oi Luan! – Arleyde entrou.

– Ô lelê! – Luan abraçou a assessora.

– Helena minha querida estou feliz demais por vocês, que venha com muita saúde.

– Obrigado Arleyde! – Sorrir.

Então logo todos saíram e Luan veio me abraçar.

– Tá tudo bem meu amor?

– Sim amor tudo tranquilo.

– Ah sabia que você é maravilhosa.

Ele se sentou do meu lado e selou meus lábios. 

– Meus fãs te amam, você viu como gritam pelo seu nome?

– Ela são umas fofas, mas eu ainda tenho medo. 

– Eu sei Leninha. – Ele riu. – Por isso sempre peço o Rober e o Well pra descer sempre com você primeiro.

Luan se aproximou me beijando e logo fomos interrompidos por Rober e uma galera entrando atrás. Ali tinham Wesley safadão, Gusttavo Lima, Marília Mendonça. 

– Luan meu amigo! – Safadão disse.

– Safadão! – Luan levantou cumprimentando ele, logo após Gusttavo e Marília em seguida, que fofa era ela.

– Helena que bom te ver de novo! – Safadão me cumprimentou.  – E essa história de um neném aí é verdade?

– Igualmente Wesley! – Sorrir. – Sim é verdade estamos grávidos. 

– Tô feliz demais cara! – Luan sorriu.

– O felicidade hein, esse vai ser papai coruja hein Helena! – Marília disse.

– Não tenho dúvidas nenhuma. 

Rimos.

– Olha eu já vou indo vou entrar no palco agora beijos pra vocês. Helena não quer assistir o show? – Marília me olhou.

Olhei Luan que também me olhou.

– Não tem perigo, vem! – Ela me puxou.

– Cuidado com minha muie hein Marília!

– Tá tranquilo Luan! – Ela sorriu e sair atrás com ela.

Seguir com a galera dela pro palco e fiquei na lateral do mesmo.

– O corpo chega a arrepiar por esses gritos! – Sorrir.

– É mais de 80 mil pessoas aqui hoje Helena, nem eu to acreditando. – Ela sorriu. 

– Vocês merecem! – Sorrir, e ela então foi. 

Gravei snapgrans e logo Rober veio me chamar.

– Helena, você pode vir? Luan está te chamando.

– Sim vamos. – Disse.

Sair junto com o Rober pro camarim. Quando entramos abrir a porta Luan estava fazendo uma entrevista.

– Ó ela aí! – Ele sorriu. – Vem cá Helena!

Sorrir indo até Luan é sorrir pra repórter.

– Helena primeiramente quero te parabenizar pelo bebê e desejar felicidade pra essa família linda! E segundo, como está essa nova fase de mamãe?

– Muito obrigado, tô muito feliz, aliás, estamos né Luan? É tudo o que a gente sempre quis e hoje se realizou.

– Luan como foi sua reação?

– Foi muito louco né Lê? Eu não esperava até ela me entregar o exame nas minhas mãos e logo após um sapatinho.  – Ele riu. – Eu tô feliz demais. 

– Eu imagino Luan! E hoje o que você tráz para o público nordestino? 

– Muita festa, vamos levar o povo nordestino pra cima!

– Como sempre né Luan? – Risos. – A galera não se fala em outro a não ser o Luan Santana! Bom show pra você, e felicidades ao casal. 

– Obrigado!

Tiraram umas fotos nossas e logo o  pessoal da imprensa saiu. E disseram que iria começar o atendimento de fãs. Achei estranho, pois quando era festival não tinha fãs no camarim. Logo entrou Marquinhos, uai como ele tinha vindo? Se sentou do meu lado e ficamos conversando.

Logo entrou uma mulher com um micro vestido um decote bem a mostra, lancei o olhar para o Rober.

– Fã? – Olhei pra Marquinhos que me olhou.

– Talvez seja Helena. 

– Ata.

Fiquei no meu canto observando, Luan agia normal. Logo atrás entrou o contratante, conversaram. Logo depois mais três loiras e uma se jogava pra cima do Luan.

– Gente olha só com quem eu tô… – ela filmava. – ele é maravilhoso né? Nossa!

Me levantei indo até a geladeira peguei uma água pra acalmar os nervos. Vi o olhar do Luan me seguindo, fui até o Marquinhos.

– Vou assistir o show da Marília tá?  Avisa o Luan.

Ele concordou e sair dali, vi que Luan me olhou e logo depois olhou para Marquinhos. 

Fui pro palco e lá fiquei o show estava bem animado. 

Depois de uns vinte minutos alguém colocou as mãos em meu ombro. 

– Tá tudo bem? – Era ele.

– Aham. – Disse.

– Certeza? 

– É certeza.

O show de Marília já acabava e Luan seria o próximo fui com ele novamente para o camarim, e como sempre o camarim estava bem cheio. Me sentei perto de Marquinhos novamente que conversava com o Luan, mexia no meu celular. Conversava no grupo com as meninas do hospital. 

– O show vai começar! – Rober disse. – Bora! 

– Bora logo! – Marquinhos levantou e todo mundo foi saindo aos poucos do camarim, ficando eu e Luan.

– Você tá brava por que Helena?

– Não estou brava Luan.

– Não?

– Não. Vamos pro palco.

– Me diz porque saiu do camarim.

– Por simplesmente não ser obrigada a ver mulheres dando em cima do meu noivo, roubando lugares de fãs que poderiam estar aqui realizando sonhos. Só por isso, e por esse motivo que eu não posso vir ao shows com você, sempre tem e sempre me chateio com isso.

– Amor, não é a gente que trás essas mulheres. São os contratantes, eles exigem pulseiras de camarim. Sendo que festival nem atendimento de fãs tem no camarim e você sabe.

– Não tem, mas poderia ter. – Disse. – Tá bom Luan, vamos. 

– Eu não quero ficar mal com você.

– Eu já disse que está tudo bem, sempre será assim não é mesmo?

Ele negou pegou a jaqueta vestindo, segurou minha mão e saiu do camarim me puxando sem dizer uma só palavra.

No palco ele selou meus lábios e disse.

– Te amo.

– Bom show, te amo.

Fiquei no meu cantinho ali perto do Marquinhos a introdução do show começou e os gritos do público lá em baixo causava arrepios. Me sentei numa cadeira ali e assistir só show cantando. Logo uma fã me abraçou ali em cima.

– Aproveita seu momento, feliz por você conseguir. – Sorrir.

– Obrigado Helena, hoje eu sou a garota cantada.

Sorrir pra ela e o Luan a puxou para que eles fizessem.

Chegou ao fim do show….

 

Cheguei no quarto do hotel tirei minha roupa, e Luan me abraçou.

– Não fica brava comigo não.

– Eu não estou brava com você não  amor. 

– Parece.

– Você não tem culpa.

– Eu te amo tanto que só de pensar que você esteja com raiva, não sei o que fazer.

– Quer me deixar calminha?

– Aham! 

– Então vem pra um banho comigo , vem? – Disse tirando sua camisa.

– Amor não, vamos machucar nosso neném.

–  Não Luan não tem problema e não vai. 

 

 

Capítulo 56º – Você será uma mãe incrível

Terminei de arrumar tudo é desci me sentei junto com meu pai que ainda não tinha ido para o restaurante e ele sorriu pra mim, olhando uns papéis e estava pensativo.

– Tá tudo bem?

– Sim ótimo, porque a pergunta?

– Tá aí voando em meio pensamentos.

– Estou olhando pra você é vendo o quão linda se tornou essa mulher. – Sorriu. – uma menininha de repente se tornou uma mulher linda, mãe.

– Tudo isso graças a você e a mamãe. Sou grata a vocês, eternamente devo tudo a vocês! Obrigado.

O abracei bem forte e comecei a chorar, sim eu não sabia se eu estava preparada pra tudo isso. Pra ser mãe, uma chefe de família, mas sabia que eu tinha capacidade.

– Eu não tenho dúvidas que você será uma ótima mãe!  Te amo.

– Te amo muito pai de verdade!

Logo ele levantou se despediu de mim também.  E eu então fui pra cozinha onde me sentei, enquanto Célia preparava um almoço pra nós duas que ficamos.

– Célia às vezes fico aqui pensando o tempo passa muito rápido né?

– Helena o tempo voa, por isso devemos aproveitar os melhores momentos cada segundo, pois quando a gente ver já passou já se foi e nada mais adianta.

– Sim. – Sorrir e alisei minha barriga. – Eu sou tão feliz com minha família, meu noivo, meus amigos as pessoas que vivem ao meu redor.

– Você é maravilhosa é merecedora de tudo que você vem conquistando. Você será uma mãe maravilhosa? Tem dúvidas?

– Às vezes…

Ela me interrompeu antes de qualquer coisa.

– Helena você é uma pessoa maravilhosa, não é às vezes, é sempre! Você será uma mãe incrível não tenha dúvidas.

– Obrigada, obrigado de verdade Célia.

Ela terminou o almoço e ali nos sentamos conversando, contando histórias passadas de quando era criança. Era gostoso. Logo fui me arrumar para ir com o Luan, tomei um banho e me vestir.

IMG_7691

– Oi amor! – Atendi o telefone.

– Estamos saindo daqui de casa meu amor, já já estou aí. Te amo!

– Ok amor, beijo, te amo.

Assim que desliguei peguei meu carregador, batons e joguei tudo dentro da bolsinha. Andei em direção à porta arrastando a pequena mala.

– Deixa que te ajudo. – Célia pegou a mala e sorriu.

– Obrigado Célia.

Descemos e ao chegar no fim da escada ela me olhou e tirou do pescoço um colar muito delicado do pescoço, com um crucifixo pequeno de pingente e disse.

– Pra você, onde você for e com quem for estará protegida de qualquer mal. – Ela colocou em minhas mãos.

Eu olhei o mesmo em minha mão sorrir e abracei ela, agradecendo.

– Obrigado Célia de verdade você sabe que é como uma segunda mãe pra mim. – Sorrir e a campainha tocou.

– Eu atendo Helena.

Ela foi abrir a porta, e quando vi era o Luan. Ele estava tão lindo! De calça jeans preta, uma camisa branca, o cabelo amarrado e óculos de sol. Dali fiquei olhando ele com aquele sorriso nos lábios.

– Bora amor! – Ele disse.

– Bora meu anjo. – Sorrir arrastando a mala até ele e Wellington surgiu do nada e pegou minha mala.

– Boa tarde Helena, tudo bom? – Ele sorriu.

– Oi Wellington!  – Disse.

Abracei Luan e deu nele um selinho demorado.

– Cheiroso como sempre. – Comentei e ele segurou em minha mão que eu ainda segurava o colar. – Beijo Célia, fica com Deus te vejo domingo.

– Vai com Deus meninos, bom shows Luan.

– Obrigado Célia. – Luan abraçou ela é descemos a escadinha que tinha em frente de casa, do outro lado da rua vinha Rober arrastando sua mala e Cecília acenando.

– Ê amor! – Brinquei.

– Vai te catar Helena! – Rober riu.  – Aliás tô feliz demais por você viu? – Ele me abraçou. – Parabéns pelo neném.

– Muito obrigado Rober. – Ri.

Entramos todos no carro e seguimos pro aeroporto.

– E esse colar, porque não coloca no pescoço? – Luan ainda olhava o colar em minha mão.

Ri e entreguei pra ele me virando um pouco para que ele colocasse em mim.

– Esse colar quem me deu foi Celinha, ela disse que me protegerá onde for e com quem for. – Sorrir.

– Você é muito amada por todos não tenha dúvida disso não.

– E você moço? Quer mesmo falar sobre isso?

Sorrir e ele silenciou beijando minha testa, passou sua mão pela minha cintura e a outra segurando minha mão.

Assim que chegamos no aeroporto, para descer estava bastante lotado.  Primeiro Rober me ajudou, Luan pediu para que tivéssemos cuidado. Rober segurou minha mão e com a ajuda do Wellington passamos pelas meninas que gritavam meu nome, acenei pra elas e me colocaram para dentro do aeroporto. Rober me levou até o jatinho onde me sentei na escada.

– Já volto Helena.

– Tudo bem.– Sorrir.

Fiquei mexendo no celular e Luan logo veio em minha direção com um pacote em mãos. Dentro estava um macacãozinho bordado “xodózinho da família LS”.

Luan me entregou com lágrimas nos olhos e eu fiquei super feliz, por elas terem aceitado tão de boa.  Entramos no jatinho nos sentamos e me sentei do lado do Luan onde nos preparamos para duas horas de voo até o nordeste.

A viagem inteira eu dormir, pois estava sentindo alguns enjoos que estavam me matando. Falei com o Luan que se preocupou todo, mas disse que era normal. Aliás, duas horas de voo para uma grávida no início da gestação um sacrifício.

Pousamos em Natal as seis horas da noite, assim que descemos entramos na vam que nos esperava. Luan foi atender os fãs que o esperava e logo já estávamos a caminho do hotel que na porta não tinha ninguém.

Subimos pro quarto e quando cheguei tirei aquele salto, entrei no banheiro e lavei meu rosto, fiz um coque no cabelo e Luan me olhava parado era até engraçado.

– Tudo bem?

– Eu que te pergunto Luan, tá tudo bem? – ri.

– Uai amor, por que?

– Cê parou e tá me olhando uai.

– Mas você que chegou e correu pro banheiro.

–Eu não estava vomitando, ainda não. – Risos. – Tô bem.

– Como você disse que estava passando mal, pedi Rober que mandassem o jantar tudo bem pra você?

– Amor se você quiser descer pra jantar com a galera, nós descemos.

– Não minha linda, tá tudo bem. – Ele sorriu se jogando na cama e eu logo em seguida em seu lado. – Vai com calma né Helena, coitado do meu filho.

Eu comecei a rir e muito.

– Oi?

– Pulando desse jeito esmagando meu bebê. – Ele colocou a mão na minha barriga.

– Também não é assim amor, bobão. Vamos nos arrumar anda pra não atrasar ninguém, vai tomar seu banho.

– Já volto tá? – Ele me deu um selinho e foi em direção ao banheiro.

Me levantei também para separar o meu primeiro look, tambem peguei o do Luan colocando em cima da cama.

Depois me sentei no sofá e liguei a TV e passava uma reportagem falando de mim e do Luan, sobre a gravidez. E também falava do festival em que Luan se apresentaria hoje, onde eu também estaria junto dele. “Será que a Dra. amarrou o coracaozinho do cantor no dela mesmo?”

Foi a pergunta deles.

– Sem dúvidas alguma. – O Luan respondeu saindo do banheiro e beijando meu ombro.

– Te amo muito sabia?

– Eu também te amo linda. Vai lá tomar seu banho.

Foi então o que fiz tomei meu banho me arrumei, jantamos juntos e logo estávamos prontos para o show.

Estava assim.

IMG_7696.JPG

E fomos direto para o local do show.

Capítulo 55° – Postei a foto

– A gente só está conversando.

– Nossa, vocês estão conversando bem alto, meu Deus! – Larissa disse. – Vou dormir, pois amanhã viajo cedo boa noite!

– Boa noite maninha! –sorrir.

– Boa noite filha. – eles disseram.

– Quem não tá concordando?

– Você sabe como sua mãe é! – meu pai disse.

– Você sabe como seu pai é!

– Eu hein! – ri. – parem de bobeira. Escutem! – sorrir. – fiz a ultrassom hoje está crescendo tão perfeitamente. 

– E o sexo do bebê minha linda?

– Bru e Lari disse que irei saber só no chá de revelação. – risos. – a próxima ultrassom já saberemos o sexo, pois assim que der pra ver, vamos fazer esse chá relação. 

– Tô doido que nasça já. – meu pai sorriu.

– E o Luan minha filha, qual foi a reação?

– Pensa na felicidade daquele menino mãe. – sorrir me lembrando daquele sorriso.

– Ah eu imagino! E estou feliz por vocês.

– Obrigado, vou tomar um banho e dormir, boa noite pra vocês.

Subir e fui para um banho a minha barriga já estava um pouquinho grandinha, por eu ser grávida não dava pra notar tão assim. Logo terminei meu banho e vestir um pijama mais confortável. Meu celular começou a chegar notificações desesperador, quando peguei todos me davam parabéns pela gravidez? Mas quem? Fui no instagram do Luan e lá estava uma foto que ele postou.

“@luansantana: Hoje eu recebi a melhor notícia da minha vida o tão sonhado sonho se realizou! Sim estamos grávidos e muito felizes tão pequenininho e já amamos tanto. Não vejo a hora de saber se é uma princesinha linda como a mamãe, ou um gatão como o papai, mas que venha com muita saúde. Sim eu já estou babando muito sim e serei o melhor papai que você poderia ter. Eu já te amo muito! ❤ @helenamitchell obrigado meu amor.

A foto foi bombardeada de comentários e muitas curtidas, todos desejando felicidades pra nós dois. Logo a notícia já estavam em todos os sites. E ele me mandou uma mensagem.

Eu postei a foto. ❤

Eu vi meu amor ❤, mas você comunicou primeiro com a equipe? 

Sim Lê isso sim. Obrigado por me proporcionar momentos tão maravilhosos em minha vida, eu te amo muito! Eu quero que nossa família cresça sempre mais, vai ser eu, vocês e nossos filhos.

O meu amor sem você nada disso teria sentido! Nossa família vai ser sempre a mais linda, e eu só sei ama-me você. Obrigado por ser tão perfeito e ser tão você!Te amo muito!

O minha linda eu também te amo.

Amor eu vou dormir, amanhã sexta de folga nada melhor!

Vamos comigo pro shows amor esse fim de semana, volto domingo.

Que horas vocês vão amanhã?

Após o almoço amor na parte da tarde.

Eu vou meu amor. Me busca amanhã, tá bom? Eu vou dormir, te amo, dorme com Deus. 💛

Dorme com Deus também princesa, boa noite! ❤❤

Fui dormir e descansar um pouco do dia maravilhoso que tive. No outro dia acordei as nove, tomei um banho vestir uma saia e uma camiseta.

– Bom dia meus amores.

– Bom dia! Trabalhar não vai? – Larissa me olhou.

– Não hoje é folga. – sorrir. – vou pros shows com o Luan.

– E se precisarem de você no hospital?

– Mãe de cirurgia geral não tem só eu naquele hospital não, eu hein! E hoje, sábado e domingo eu não trabalho só se precisarem de mim.

– Isso é verdade Amélia por isso que eu estava dizendo ontem, sua mãe só vive no hospital.

– Não iremos começar de novo né? – minha mãe disse.

– Gente esquece isso! – disse.– enfim, podemos tomar nosso café?

Então assim, fomos nos sentar na mesa e o café da manhã maravilhoso que Célia preparou para gente tomamos, conversando. 

Tirei uma foto com Larissa e ela postou.

@larissamitchell: Ela é a melhor do mundo sim, te amo! @helenamitchell 💗

– Pra onde vocês vão? – Larissa se sentou do meu lado no sofá, enquanto esperava os meninos chegarem.

– Menina eu acho que é nordeste e um no interior de Minas.

– Ah, eu vou pro Sul.

– Uma boa, aliás, férias queria ir pra Balneário ou Noronha. 

– Nossa, férias é quando? Já animada.

– Tá muito perto não, mas podemos ir também um fim de semana que tivermos em casa.

 – Sim verdade. – Larissa mexia no celular. – Af cadê o povo? Já já os meninos tem que estar numa rádio lá em Porto Alegre.

Foi falar e a campainha tocou, Célia abriu.

– Oi Caio! – ela disse.

 – Oi Célinha! Amor chegamos.

– Até que fim né Caio, vocês atrasam demais.

– Calma muié. – ele riu beijando ela. – a culpa não foi minha dessa vez, foi do Breno! Parabéns cunhadinha pelo nosso pirralhinho! – ele me abraçou.

– Pirralhinho Caio é teu nariz! – disse rindo. – Obrigado.

– A culpa foi minha, mas foi por uma causa boa eu juro! – Breno entrou.

– Espero que no mínimo você tenha reatado com a Bru! – Larissa disse.

– Nossa Lalá se você tivesse jogado na mega tinha ganho. – Breno riu.– nós voltamos!

– Que maravilha! – sorrir. – por favor fiquem juntos dessa vez, só amor!

– Vamos sim Helena. – ela me abraçou. – parabéns pra você viu? Que venha com muita saúde pra gente mimar muito.

– Obrigado Breno. 

– Vamos meninos, se não vamos atrasar!

– Borá, tchau Helena!

– Tchau amores. – despedi deles levando eles até a porta.

E logo em frente Lisa, Cauã e Cecília vinham em minha direção.

– AAAAH como eu tô feliz por vocês! – Lisa me abraçou.

– O amiga muito obrigado, também tô demais. – sorrir. – Oi Cecí, olá Cauã!

– Olá Lena, parabéns. –ele me abraçou. – já temos várias entrevistas pra você, propagandas de família.

– Jura? –ri.

–Parabéns minha linda você e o Luan merecem tanto esse neném. – Cecília disse.

– Ah obrigado! – sorrir. – um presente pra nós.

– Esse fim de semana?

– Vou com o Luan.

– Ah que maravilha, aproveitar com o amor. – Lisa sorriu.

Conversamos e batemos papo a manhã inteira. Cauã me disse que tinham vários trabalhos e que esperavam só minha barriga crescer. Me animei! Tirei uma foto com as meninas e logo foram embora.

@helenamitchell: A visitinha maravilhosa de uma sexta de manhã, amo vocês! @cecíliaferreira_ @lisawilson 💟

Subir pro meu quarto e fui arrumar as malas. Célia arrumava meu quarto.

– Posso entrar?

– Claro Lena.– ela sorriu. – separei a mala pequena pra você está no clouset.

– Obrigado Celinha. –disse entrando pro clouset e comecei a separar todo tipo de roupa não sabia o que iria usar nos shows, e nem durante o dia então coloquei de tudo e mais um pouco, acessórios, maquiagens, perfumes e sapatos coloquei tudo na bolsa.

Logo meu celular vibrou era uma mensagem do Luan.

Bom dia minha princesa ❣

Bom dia meu amor, dormiu bem?

Sim e você?

Ótima. Terminei de arrumar minhas coisa para irmos agora.

Animado por você ir, daremos muitas entrevistas!

Você é esperto! hahaha.

Boba. Vou ajudar minha mãe com minha mala, até mais tarde meu amor, te amo!

Beijos meu amor também te amo!

Capítulo 54º – Todo amor do mundo ❤

– Tá e aí como você vai contar pro Luan?

– Sabe aquela loja dentro do Alpha de bebês?

– Sim roupinhas.

– Bom pensei em comprar um sapatinho de crochê e entregar pra ele junto com a ultrassom.

– Ótimo vamos passar lá… – Bruna disse. – assim que esse trânsito acabar claro. 

– Isso é bem triste, trânsito! – Larissa disse.

– Coloca uma música aí pelo menos né? – disse.

– Boa ideia!

Pensa em três mulheres que gritavam dentro do carro escutando acordando o prédio, então comecei a gravar snapgram.

 – Estamos aqui eu, Bruna e Larissa no centro de SP. – filmando. –Num trânsito maravilhoso que só quem conhece sabe. – elas cantavam no fundo acordando o prédio. – E o pior não é o trânsito, o pior é elas cantando mesmo, mas sempre enaltecendo esse hino maravilhoso. Vamo acordar esse prédio… 

Gravamos vários, era divertido demais estar com elas.

Luan logo me chamou no whats.

Vocês não regulam bem você sabe né? 😂😂

O mínimo possível, estamos divulgando seu trabalho amor. KKKKK.

Linda! kkkk. O trânsito tá muito?

Sim, chegaremos aí lá pelas oito, ta bom?

Ta bom, te esperando. Beijo.

Quando entramos no Alphaville já faltavam dez para oito horas, passamos na lojinha e eu pedi um sapatinho amarelo. Era fofinho demais. Paguei e voltamos pro carro, até a casa do Luan foi cinco minutos.

Bruna estacionou e disse.

– Todas normais, se não desconfia você sabe. 

– Por favor, vou anunciar depois quando tiver todo mundo junto. Vou falar que fiz uns exames hoje e pego a ultrassom e entrego na mão dele.

– Do jeito que Luan é lerdo, nem quando você entregar o sapatinho vai cair a ficha.

– Real. – Bruna riu.

– Ou parem de falar dele assim. – disse rindo e entramos.

– Chegamos! – Bruna disse.

– Bando de muié louca! – Luan riu vindo até mim e me dando um selinho. – Oi meu amor.

– Quanto amor hein Luan! – Larissa riu.

– Oi amor. – sorrir.

– Ô cunhadinha linda! – ele riu. – mas não deixa de ser louca jamais.

Eu ri, como ele era besta.

– Larissa vamos trocar você me da a Helena e eu te dou o Luan! Uma troca justa. – Bruna riu.

– Nossa chatas! – eu disse rindo.

– Oi Lena, Larissa! – Marizete e Amarildo vieram.

– Olá Marizete, Amarildo tudo bom?

– Tudo ótimo! – eles disseram.

– Oi Mari, Amarildo. – sorrir.– Bebezão tomou os remédios direitinho?

– Sim Helena tudo certo, hoje já até foi malhar com Herman. – ela disse.

– Ótimo. – sorrir.

– Vamos todos jantar. – Amarildo chamou.

Deixei minhas coisas no sofá da sala e na mesa me sentei ao lado de Luan. Jantamos num clima delicioso de muita risada, muitas histórias boas sendo lembradas. Ao finalizarmos o jantar fomos todos para sala nos sentamos para ver a TV e eu disse.

– Fiz uns exames hoje. – disse. – deu alterados. – disse pegando a ultrassonografia.

– Como assim Helena? Exames de quê? – ele me olhou.

– Olha aí.

– Até parece que eu entendo esses trem. – ele disse rindo e coçando a cabeça. – Uai, ultrassom obstétrico não é para gravides? Num tô entendendo.

 Todo mundo riu dele. Fiquei no meu cantinho o olhando.

– Será que isso aqui te ajuda a entender? – disse colocando os sapatinhos de crochê em cima da perna dele.

– Helena você tá querendo me dizer que você tá grávida?

– Não Luan imagina, eu que tô. – Bruna disse rindo.

– MEU DEUS DO CÉU, EU VOU SER PAPAI! – a ficha dele caiu e ele sorriu olhando os pais que sorriam também.

– Sim meu amor estou de dez semanas. – sorrir.

– Ah meu amor! – ele me abraçou forte me beijando. – eu te amo tanto.

– Eu também te amo. – sorrir.

– É uma princesinha ou homão? – ele riu.

– Isso você só irá saber no chá de revelação Luan!

– Aliás, vocês dois. – Bruna disse.

– Chá o que? – Luan me olhou. – Vou ter que esperar isso aí pra quê?

– Amor é como se fosse um chá de fralda, ai faz uma festinha cor de rosa e azul ai tem a revelação do que é nosso neném. Se é menina ou menino.

– É um meninão bonitão igual o papai. – Luan alisou minha barriga.

– Ai meu Deus. – sorriu.

– E de quem foi essa ideia?

– Nossa! As tias mais babonas. – Bruna riu.

– É meu filho mais um dos seus sonhos se tornando realidade. – Marizete disse.

– Mamusca eu vou cuidar dele como a senhora sempre cuidou de mim. – ele sorriu segurando a mão da mãe.

– Isso mesmo meu filho, você será um paizão! – Amarildo disse.

– Como o senhor! – ele sorriu.

– Disso eu tenho a certeza. –disse sorrindo.

Ficamos conversando um pouquinho logo os pais de Luan foram pro quarto e Bruna e Larissa sumiram também.

– Você sabe que esse é o maior presente que você poderia me da né? – ele sorriu.

– Ô meu amor, eu estou tão feliz. – o abracei.

– Posso escolher o nome?

– Sim, quais?

– Se for menina Valentina se for menino Lorenzo.

– Lindos nomes.

– Vou ser o papai mais babão da vida.

– Não tenho dúvida nenhuma disso, será o melhor papai. Espero que só não estrague nosso filho.

– Vou mimar sim. – ele disse fazendo bico.

– Bobão, tenho que ir.. – disse. – amanhã tenho que ir pro hospital. Você viaja né?

– Sim amor amanhã volto pra estrada.

– Ah não vai não. 😔

– Cê sabe que se eu pudesse ficar juntinho assim de você.. – ele me abraçou. – Pra sempre, seria o melhor presente dessa vida né? 

– Não estaremos juntinhos sempre fisicamente, mas sempre juntinhos aqui. – Coloquei a mão dele no seu peito, sorrir. – Te amo!

– Eu que te amo princesa. – Me deu um beijo, e com a mão na minha barriga Luan disse. – Perai amor acho que tô sentindo uma coisa.

– Que coisa Luan? Pirou? – Ri. – Você não tá sentindo nada, apenas sua imaginação. Ainda é muito cedo amorzinho. 

Ele fez um biquinho, beijei o mesmo é ficamos ali um pouco abraçadinhos. Trocando beijinhos, carinhos. Sendo amada da melhor forma. 💛

– Lê, vamos? – Lari me chamou vindo atrás  com a Bruna.

– Ah não Larissa, vaza! – Luan disse rindo.

– É o que eu estou tentando fazer né cunhado. – Ela riu.

– Vai sozinha uai.

– Hoje ela tá de motorista particular né maninha? – risos.

– Sou chique né meu amor? – Ela riu. – Você acha que só Luan Santana que pode?

– Você é ridícula Larissa! – Luan ria, fazendo todos ri também.

– Então já vamos mesmo amor. – Disse me levantando, ele logo atrás, abracei Bruna que me deu várias recomendações.

Logo Larissa entrou no carro e eu fui me despedir do meu menino. O abracei forte e ali em seus braços eu fiquei, o beijei e disse.

– Apenas se cuide por favor, me ligue todos os dias e quando precisar. Eu te amo muito! 

– Eu também amo vocês! – Ele me beijou outra vez, se abaixou beijou minha barriga. – já te amo muito filho. 

Me emocionei ali mesmo segurei as lágrimas, alisei seu cabelo e ele abriu a porta do carro pra mim.

– Lari de olho na sua irmã, sabe que ela ama correr nesse carro né? 

– E como Luan! Pode deixar vou ficar de olho na Helena, vou cuidar  deles pra você. 

– Isso cunhadinha, qualquer coisinha me liga. Beijo, boa noite pra vocês.

– Te amo. – Dei outro selinho ele se afastou do carro. – Me liga amanhã antes de ir, te amo!

Ele sorriu. E eu acelerei o carro, Larissa não me deixou correr mesmo. Como já estava tarde não tinha mais trânsito e em meia hora estávamos em casa. Assim que guardei o carro entramos e meus pais brigavam na cozinha.

–  Eu hein o que deu em vocês? 

Capítulo 53° – Primeira ultrassom

Cheguei no hospital e minha vontade era de ir no Dr. Carlos Eduardo e fazer uma ultrassom, mas ele logo espalharia para Leonan, e logo todo hospital estaria sabendo. 

– Bom dia. – disse entrando na sala dos médicos, onde encontrei minha mãe conversando com Dra. Leandra.

– Bom dia, minha filha e o Luan está melhor?

– Sim está. – disse. – bem melhor que ontem. Preciso conversar com você na hora do almoço, pode ser?

– Pode eu te espero. – ela sorriu.

– Ótimo!

A nova turma de residentes brigavam pra ficar comigo, Lisa, Valentina ou Laura. Eu achava era graça. 

– Dra. Helena eu sei que não é da minha conta. – Maria Alice me olhou. – Porque a Dra. Daniela vive falando mal de você?

– Ahh! – ri.– nunca gostou de mim, também não faço questão. 

– Hm, ela estava dizendo pros residentes que você é golpista, por isso que hoje você está noiva do Luan Santana.

Comecei a chorar de rir.

– Cuidado Maria Alice pois se você olhar para o Dr. Leonan ou Carlos Eduardo a golpista será você. – ri, negando. – vamos trabalhar!

– Vamos. – ela riu sem entender. 

Durante a manhã tive uma cirurgia de emergência, foram três horas na cirurgia. Ensinando também Maria Alice que era bem prestativa. E queria aprender, via isso nela.

– Dra. Maria estou indo almoçar, vá também e depois volte pra ver como Dona Carmem está, tudo bem? Qualquer coisa me liga.

– Tranquilo Dra. Helena.

Fui atrás da minha mãe e encontrei Leonan.

– Helena quanto tempo!

– Olá Leonan, tudo bom?

– Tudo ótimo, depois que voltei de férias nem te vi. Parabéns pela formatura!

– Muito obrigado. – sorrir.

– Vamos meu amor? – Daniela deu um selinho em Leonan.

É eu não contei isso né? Os dois estavam se pegando, quase namorando. Era até bom! Assim ela esqueceria um pouco de mim.

– Vamos Helena!

– Vamos mãe. – sorrir, saindo em direção a portaria do hospital.

Ao chegarmos me sentei junto com ela e pedimos nosso almoço, logo nos trouxeram acompanhado de um copo de suco natural de laranja que estava delicioso.

– Sabe a Dra. Vanessa?

– Obstetra?

– Isso, sua amiga.

– Sim, o que tem ela?

– Quero fazer meu pré-natal todo com ela, será que consigo um horário pra hoje a tarde?

– Se eu ligar pra ela hoje sim. Quer fazer ultrassom?

– Sim, só pra saber quantas semanas mãe. Quero contar pro Luan logo. – sorrir.

– Ótimo! Vou marcar pra você hoje a tarde, mas não irei poder ir com você.

– A Lari e a Bru vão. – sorrir.

– Ok.

Terminamos nosso almoço e voltamos para o hospital. Chegando na sala dos médicos me deitei no sofá e conversava com Heitor, Thomas e Laura.

– É tão bom ser um Dr. formado já ter minha residência. Nossa!

– Trabalhar menos né Heitor? Ter o controle do que você faz. – sorrir. – é maravilhoso!

– Demais. – ele disse.

– Os residentes são uma gracinha né? – Laura disse.

– Verdade.

Lisa e Valentina entraram.

– Sabiam que vocês estariam aqui. –  Lisa riu. – Levanta Helena, quero sentar.

– Olha o chão aí! – ri me sentando.

– Essa Helena é ridícula! – Valentina riu.

– Lindas, amo vocês! – rindo. – ah a Daniela, tá espalhando para os residentes que eu sou golpista.

Todo mundo começou a rir.

– Como é que é? – Thomas me olhou.

– Acredita?

– Espalhando para eles que eu peguei todos os médicos e também o Luan Santana, por isso estou com ele hoje. – disse rindo.

– Gente nem namorando essa menina sai de cima do meu pé. – ri. – que encosto!

– Isso é praga! – Laura disse.

Logo Daniela entrou na sala.

– Falando em praga… – disse me levantando. – tô indo gente!

– Vamos também.– eles levantaram rindo e vieram atrás de mim.

– Ai miga você é a melhor pessoa desse mundo, socorro!

– Lisa vocês são. – sorrir. – Bom vamos trabalhar que já já vou pra casa.

– Vamos. – Heitor disse. – bom trabalho pra vocês.

Então voltamos e fui até a paciente que tinha feito a cirurgia mais cedo, ela já estava acordada e já estava se alimentando. Fiquei feliz por saber que a cirurgia foi um sucesso. Maria Alice tomava conta dos pacientes e eu fui passar no quarto de cada um. E tinham quatro consultas para ser atendidas fui pra minha sala e comecei a atender. No final do expediente fui até minha mãe e ela tinha marcado a consultas as cinco da tarde, avisei Bruna e Larissa e voltei pra casa.

Quando cheguei elas me esperavam já arrumadas.

– Oi! – disse entrando.

– Oi Lena.– elas disseram.

– Sabe o que estávamos conversando.

– Não no que?

– Da gente fazer o chá de revelação o que você acha?

– Ah eu amei, basta saber se o Luan irá aguentar esperar. – ri.

– Vai sim. – Bruna disse com autoridade. – Só eu, Larissa e mais algumas pessoas irão saber.

– Ai que curiosidade! – disse. – mas eu aguento de boa.

– Ótimo lá pro terceiro, quarto mês já da pra saber né? – Bruna me olhou.

– Ótimo! – Larissa. – Feliz demais por você maninha.

– Quero ver a felicidade do Luan ao saber, hoje mesmo vou contar.

– Ahh que animação!

– Vou só tomar um banho e volto pra irmos.

Então foi o que eu fiz tomei um banho, e assim me vestir.

Desci e fomos para o consultório da Dra. Vanessa. Era no centro de São Paulo, não preciso nem dizer do trânsito que enfrentamos para chegar lá. Assim que estacionei o carro entramos no local.

– Boa tarde meu nome é Helena Mitchell Carter, eu tenho uma consulta com a Dra. Vanessa.

– Boa tarde Helena, seus documentos por favor.

Passei meus documentos e ela fazia minha ficha, logo assinei o que eu tinha que assinar e me sentei junto com as meninas esperando.

– Podemos entrar com você né? – Larissa me olhou.

– Sim claro que podem. – sorrir.

– Ai vamos ser as tias mais insuportáveis você vai ver. – Bruna riu.

– O que você sente que é Lena?

– Não sei. Luan disse que quando ele for papai ele será pai de menino, será?

– Ai que dúvida, eu acho que é uma menina. – Larissa riu. – e você Bru?

– Uma menininha. – ela sorriu.

– Que venha com muita saúde independentemente se for menina ou menino. – sorrir.

– Helena! – a Dra. chamou.

Fomos até a sala onde as meninas também entraram e se sentaram do meu lado.

– Helena fiquei feliz em saber que você é uma mamãe.– sorriu. – Quando sua mãe me ligou e disse que você me queria pra trabalhar na sua gestação, eu aceitei na hora.

– Ô Dra. Vanessa obrigado, é uma surpresa linda sabe? Uma benção de Deus. Não consigo confiar nos pediatras lá do hospital e eu quero muito sigilo, enquanto eu puder sabe?

– Te entendo perfeitamente, e o papai já sabe?

– Não nem ele sabe ainda. – risos. – Vai ter um ataque hoje, quando eu contar.

– Ah que delícia, te desejo meus parabéns.. bom pode se trocar. – ela me entregou a roupa e fui me vestir.

– Dra. sei que é muito cedo. – Bruna disse. – mas nem a Helena e nem o Luan podem saber do sexo do bebê.

– Ah não? – ela olhou pra mim que apareceu na sala.

– Não, nós vamos fazer o chá de revelação. – Larissa sorriu.

– Ah que máximo, será que o pai vai aceitar?

– Ele não tem que aceitar nada. – Bruna riu.

Todo mundo riu. Meu celular começou a tocar bem na hora que eu estava deitada na cama para fazer a ultrassom.

– Quem é?

– Quem você acha que é?

– Luan. – disse rindo. – deixa depois eu retorno, e vocês tratem de filmar. – apontei a tela do monitor e após passar um gel gelado em minha barriga começamos.

A Dra. mostrava onde estava exatamente meu bebê disse que eu estava de dez semanas e meia. Ela começou a dizer que eu começaria com enjoos, coisas que já acontece, que o bebê está perfeitamente bem. Me passou algumas vitaminas, refeição e me passou também uma dieta. Me falou tudo que eu queria saber sobre a gravidez, sobre malhar o que podia e não podia.

– Ótimo! – sorrir.

– Já deixe marcado a próxima consulta Helena.

– Tudo bem Dra. – sorrir.

– Dra. Vanessa no próximo mês já iremos poder ver o sexo?

– Sim, se o bebê estiver numa posição legal veremos o sexo.

– Ótimo! – Bruna disse. 

Peguei as fotografias da ultrassom e saímos da sala, passei na recepção e deixei marcado para o próximo mês. Sair de lá sorridente com as meninas.

– Vamos pro Alpha! – sorrir. – quem quer ir dirigindo? – balancei a chave do carro.

– Deixa que eu dirijo. – Bruna disse rindo.

No caminho liguei para Luan e disse que tinha passado em casa para deixar umas coisas e estava indo para lá com as meninas.