Capítulo 89° — Deu a louca

  Ao chegar em casa o cheiro do jantar que Isaura estava preparando estava divino! Como pode ser tão puxa saco do Luan assim? E ela realmente era demais! E o Luan quase que não gosta né? Passei na cozinha cumprimentando-a e subir para dar um banho no Theo. Assim que terminei, dei mamar e ele acabou dormindo, aliás nem dormiu o dia todo, só ficou brincando no colo dos avós. Meu coração cortava de dor com ele resmungando por causa das dores que ele estava sentindo. Ao deixar ele no berço fui tomar um banho, antes do Luan chegar.

  Demorei quase nada no banheiro, quando sair fui surpreendida por Luan entrando no quarto jogando a mochila pro lado do quarto.

— Boa noite meu amor. — disse e ele me olhou, deu um meio sorriso.

— Boa noite princesa. — veio até mim, selou nossos lábios. Algo ele tinha.

— Está tudo bem?

— Aham, é só cansaço. — ele disse enquanto tirava os sapatos. — vou tomar um banho, tenho uma coisa pra te mostrar. 

— Coisa boa?

— É sim. — ele sorriu. — Ei não fica preocupada comigo é só o cansaço mesmo. — me beijou outra vez. — Tá tudo bem com você e o Theo? Não vi ele cadê?

— No quarto amor, bom eu estou bem. — disse. — Theo anda sentindo muita cólica. — disse enquanto me vestia e Luan que ia entrando no banheiro. — Então dormir não estou dormindo. — risos. — mas é normal.

— Certeza? Porque não me ligou Le?

— Não era necessário Luan, é apenas cólicas é normal bebê ter. — disse. — estou fazendo massagens na barriguinha dele sabe? Ajuda bastante.

Acabei de me vestir, olhei pro Luan ele veio até mim. 

— Por isso está com essa carinha tão cansada. — ele veio passando os dedos sobre minhas olheiras. 

— Não mais que você, pode ter certeza. — disse, estava com tanta saudades dele, tanta saudade do seu abraço.

— Não venha querer comparar e dizer que estou mais cansado que você. — Luan disse me olhando sério. — Sei o quanto é difícil cuidar de um bebê ainda mais que tem que ser uma atenção dobrada, mas com a babá isso vai se resolver.

— Mas eu não quero deixar tudo por conta de babá não Luan. — disse. — Eu enquanto eu puder eu quero poder cuidar do Theo!

— Eu sei meu amor, isso é claro. — Luan sorriu e me abraçou. — você é uma mãezona, sei que não deixará isso acontecer.

O abracei tão forte que se eu fosse um pouquinho mais forte, talvez quebrasse o Luan. Ele alisava minhas costas e beijou minha testa.

— Eu te amo muito, tá? Senti tanta sua falta.

— Eu também senti todos os dias. Eu amo você.

Então ele me beijou, agora sim um beijo de muita saudade, amor, cumplicidade o que eu queria desde o momento que vi ele entrando no quarto. Ele finalizou aquele longo beijo com vários selinhos, e dizendo eu amo você.

— Vou tomar um banho pra jantarmos, que o cheiro está maravilhoso e pra conversarmos tá?

Ele sorriu e eu concordei. Ele entrou pro banho e eu fui pro quarto do Theo me sentei lá e fiquei namorando meu filho dormir, ainda com alguns resmunguinhos, mas menos do que antes. Ali fiquei até Luan vir ver o filho.

— Como meu garotão tá gordinho e crescendo. — Luan disse baixinho ao parar do lado do berço, alisou o rosto do filho.

— Ele tá né amor? — sorrir, e continuei sentada no mesmo lugar observando a semelhança entre os dois. — mas também é como o pai dele, só mama e dorme. — brinquei.

— Ei! — ele riu baixo para não acordar. — Ele ta dormindo tão profundamente.

— Isso se chama cansaço brincou com seus pais hoje o dia todinho, soltando sorrisinhos você tinha que ver!

— Vem! — ele me puxou pela mão e saímos do quarto. — como foi seu dia hoje?

— Foi muito bom fiquei com seus pais, conversamos, precisava sair um pouquinho de casa. — ri. — e agora estou ótima, já que você voltou!

— Você tem que passear mesmo, tentar ir na sua mãe também. — ele falou.

— Com a babá será mais fácil fazer esses passeios. — disse. — sozinha é complicado.

— Eu sei. — ele disse, enquanto se sentou na mesa onde o jantar já nos esperava.

— Boa noite Luan! — Isaura sorriu, enquanto colocava o suco sobre a mesa.

— Boa noite Isaurinha, o cheiro está divino!

— Bom espero que vocês gostem, bom vou estar lá dentro, qualquer coisa me chamem tá? Bom jantar pra vocês.

— Obrigado. — respondemos juntos.

— Bom o que você tem pra me falar. — perguntei animada.

— Bom amor então… — ele disse sem jeito. — é que cê sabe que eu te amo demais né?

— O que você aprontou? — o olhei.

— Nossa Helena, credo! — ele me olhou fazendo um bico.

— Uai! — rindo. — então fala logo.

Ele riu e foi tirando do bolso da bermuda um papel e me entregou sorrindo, eu peguei rápido e o desdobrei. Quando passei o olho sobre o que dizia no papel, eu o olhei, ele me olhava apreensivo ele sorria com medo do que eu poderia responder.

— Vo … Você marcou o casamento? — eu o olhei.

— É… — ele disse parecia ter medo de eu pegar um copo e tacar nele. — Tem algum problema? 

— Não Luan, mas você marcou para daqui um mês e meio e não temos nada planejado ainda, vestido, decoração, padrinhos, tudo. — disse começando a me desesperar.

— Ah, mas a gente olha isso direitinho amor, podemos começar essa semana, você e as meninas vão olhar o vestido e a decoração. As bebidas, comidas.

— Os convites?

— Nossa tem isso! — Ele riu.

— Luan a cada dia que passa tenho a certeza que você é louco.

— Por você sem dúvidas. — ele sorriu. — Ei, vamos olhar tudo amanhã, sairemos pra olhar isso, já chama a Bruna e a Cecília e o Léo.

— Luan você é doido amor!

— Mas você quer?

— É claro que sim, aliás, seu já te disse sim há tempos. — ri. — só não sei se dará tempo de arrumar festa, convite, lua de mel sem chances sem o Theo. — disse.

— Tem como sim! — ele disse. — uai e a babá?

— Legal vamos pra Lua de Mel eu, você, Theo e a babá que lindo! — ri.

— Ai amor isso a gente resolve depois. — ele riu, e continuamos comendo e falando sobre a data que ele havia escolhido. 

Dia 12 de Dezembro era a data escolhida, o que aquele menino tinha na cabeça? Estávamos no mês de outubro e tínhamos muito o que pensar agora. Depois do jantar Luan disse que ia pegar o filho que estava chorando, eu ajudei a Isaura a retirar toda mesa de jantar e contei pra ela sobre o casamento. A felicidade dela era algo fora do comum. Ela disse que iria me ajudar em tudo que fosse preciso, em qualquer momento. 

Ao terminarmos de arrumar a cozinha, Isaura foi descansar e eu fui pro quarto onde Luan brincava com o Theo. Falando com aquela voz que falamos com bebê. Não tem jeito, sempre usaremos ela.

— Oi mamãe, você nem dormiu direito filho. — alisei seu rostinho.

— Troquei a fraldinha dele amor. — Luan sorriu.

— Sem nenhum brinde?

— Sem nenhum brinde dessa vez. — ele riu.

Liguei a TV e me sentei do lado deles na cama, peguei meu celular e montei um grupo com o seguinte nome DEU A LOUCA NO LUAN. Nele estavam Bruna, Lisa, Cecília, Larissa, Marizete, Léo, mãe.

Então mandei a seguinte mensagem antes que elas mandassem algo, que realmente já não estavam entendendo nada.

— Ou elas vão pensar que eu fiz algo com você com o nome desse grupo. — ele riu olhando o meu celular.

— Vou explicar. — ri.

Luan voltou hoje de viagem como vocês sabem, dizendo que tinha algo muito importante para conversar comigo. Bom na hora do jantar ele me entregou um papel que consta a data de 12 de dezembro desse ano, uma data marcada pro nosso casamento. Como vocês sabem ele é louco e nem pensou em tudo que temos que arrumar, convites, festa, vestido, decoração, Lua de Mel e entre outras coisas. Vocês serão minha salvação! Então estou marcando com vocês amanhã aqui em casa às 19h para me ajudar a decidir. Tenho algumas ideias em mente, mas preciso muito da ajuda de vocês. Beijo, aguardo! 

Todas foram respondendo super animadas, achando o máximo, dizendo que Luan era maravilhoso que amava surpreender. Todos puxavam real o saco do Luan, mas ele é tão perfeito que nem tem como não puxar, meu Deus! 

— Amor, o que elas disseram?

— Amaram né? — sorrir. — Vão vir todas amanhã às 19h.

— Ótimo, vou estar presente, irei ajudar!

— Mas é claro que vai. — disse séria.

— Linda, eu amo você. Tira uma foto minha e do Theo, preciso postar.

Tirei uma foto tão linda e ele postou, enquanto eu brincava com o Theo que já formava um biquinho.

@luansantana: Tem coisas que o coração só fala para quem sabe escutar. 💗 @helenamitchell

@luanjo: Um paizão desse e um príncipe 💗

@luanamormeu: EU AMO MUITO 💗💗

@luanego: meu Deus quanta perfeição.

@helenaprincesa: Ah que lindos! Faltou a mamãe.

@roberlelis: Aeee macaco matou a saudade né? Haha 💗

@brusantanareal: 💗 

 

Anúncios

One thought on “Capítulo 89° — Deu a louca

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s