Capítulo 48° – Torção

A música parou. Sentada ali no chão eu sentia bastante dor em meu pé, meus pais se levantaram correndo. Olhei pra trás Cauã veio correndo pela passarela e me olhou.

– Lena o que houve? Tá tudo bem? Machucou?

– Meu pé Cauã, ta doendo muito. – disse chorando de dor.

– Vou te ajudar. – Ele me ajudou a levantar. – calma vou te levar para o atendimento.

Logo vi Luan desesperado no cantinho que ele estava e veio até mim.

– Meu amor o que aconteceu?

– Eu torci o pé, tá doendo muito.

– Vamos leva-lá. – Luan disse.

– Continua o desfile. – eu pedi pra uma das mulheres.

No atendimento eu já encontrei meus pais, sogros, amigos. 

– Meu amor, você estava indo tão bem.

– A culpa foi dele! – disse chorando.

– Dele quem Helena? – meu pai me olhou.

– Rodrigo pai, ele tá no meio da platéia quando eu vi eu assustei desequilibrei e fui pro chão. Como ele tem coragem ainda de acenar. – disse com raiva e dor.

– Seu ex? – Luan olhou.

– Sim ele mesmo tudo culpa dele.

Se acalma. Minha mãe tocava meu pé e eu sentia dor.

– Ai mãe!

– Lena você teve uma torção, precisamos voltar o osso pro lugar pode ser? – ela me olhou.

– Tudo bem. – respirei fundo. – Vem cá Luan me segura por favor.

Luan me abraçou forte, enquanto minha mãe de uma vez só colocou o osso no lugar eu segurei o grito. Logo ela pegou faixa, enfaixou todo o meu pé que já parecia até um pão de tão inchado que estava.

– Não quebrou Amélia? – Luan perguntou minha mãe.

– Não Luan não quebrou, por pouco. 

– Luan você entra no palco em vinte minutos. – Arleyde disse.

– Vai amor se aprontar, tá tudo bem. – disse. 

– Tem certeza meu amor, não temos que ir ao hospital?

– Não, não temos. – disse enxugando as lágrimas. – vai que já já o show começa, eu vou sentar ao lado do palco pra te ver.

– Tudo bem. Toma cuidado ta bom. – ele beijou minha testa e me deu um selinho e saiu ao lado do Rober falando. – cara que susto Rober, tô preocupado com ela.

– Como esse cara teve a coragem? – meu pai ficou nervoso. 

– Eu sei que eu acabei com o desfile.

– Você não acabou com nada Helena, o desfile todo foi lindo. – Alice dona da loja chegou perto de mim. – A única coisa que está me preocupando é você.

– Daqui uns dias eu estarei ótima, não precisa se preocupar Alice.

– Helena sei o quanto é ruim torcer o pé, uma dor horrível. Me preocupo sim.

– Tudo bem. – risos.

Logo Bruna e Larissa chegaram.

– Lena ta tudo bem?

– Tudo não, mas estou. – disse. – Olha aí. – apontei o pé.

– Eita, o que aconteceu que você caiu?

– Assustei com Rodrigo no meio do povo.

– Que?

– Isso mesmo Lari.

– Como teve coragem cara?

– Ai vamos esquecer isso por favor. – meus olhos enchiam-se de lágrimas.

– Trouxe um chinelo pra você Lena. – Cauã tirou minha sandália e colocou os chinelos. 

Conseguir levantar só estava mancando e forçando mais o outro pé, pois não dava pra colocar o dois.

– Tá sentindo muita dor Lena?

– Sim mãe, mas no camarim tem uns remédios na bolsa, podem ficar tranquilos vou me trocar e ficar sentada assistindo o show do Luan ta?

– Tranquilos minha linda? – Marizete me olhou tipo, como?

– Tá tudo bem gente, sério mesmo. 

– Vou ficar com ela gente. – Lisa disse. – qualquer coisa Cauã te avisa tia.

– Ta bom Lisa. Obrigado! – minha mãe disse e logo todo mundo foi saindo.

Fui voltando pro camarim apoiando em Cauã e em Lisa.

– Cara eu tô tão chateada estava indo tudo tão bem. – disse ao entrar no meu camarim. 

– Lena, o importante que não aconteceu nada grave com você. Não fique assim ta bom? – Cauã sorriu. – Foi lindo você brilhou em cima daquela passarela a culpa de maneira alguma foi sua. Vou deixar a Lisa te ajudar a se trocar, para vocês assistirem o show. Vou conversar com Alice.

– Tudo bem Cauã.

Ele selou os lábios de Lisa e saiu.

– Amiga fica assim não poxa! – Lisa disse.

– Ai Lisa que chato isso viu? Eu não imaginei que ele fosse estar aqui, sério. 

– Ninguém imagina né? Que ódio dele ainda teve a cara de pau de acenar Lisa.

– Cara idiota Helena!

– Ai que ódio!

Ela ficou conversando comigo, e eu me troquei.

– Agora é ficar mancando. – Suspirei.

Alguém bateu na porta e Luan disse.

– Tô indo você vem?

– Sim amor. – disse me levantando. – Amiga dentro da minha bolsa tem um comprimido pega pra mim?

– Pego.

Fui até a porta e me apoiei no Luan e logo Lisa veio do outro lado. Peguei a garrafinha de água na mão do Luan e tomei o remédio. 

– Se você soubesse a raiva que eu tô desse cara Helena.

– Eu também Luan. – disse. – mas não podemos fazer nada. Faça seu show tranquilo ta bom? – sorrir.

– Esse trem aí não tá doendo?

– Ta sim, mas tomei remédio pra isso. 

– Tudo bem. Olha aquela cadeira ali ó. – ele apontou enquanto íamos até ela. – é pra você!

– Nossa estofada e tudo! – disse rindo.

– Besta. Nem machucada ela fala sério!

Rober e Lisa riram.

– Mas uai.

 – Mas uai nada. – ele riu. – fica quietinha aí hein? Não levanta.

– Tranquilo. 

– Se você levantar vou jogar o microfone em você.

– Quanta violência Luan! 

Todo mundo riu que estava perto, as fãs que estava na caixa em cima do palco disseram.

– Lena você ta bem?

– Tô meus amores, tô bem. – sorrir.

– Bem ela não tá não neguinhas, oiá o pé dela aí ó! – ele apontou. 

– Ele que é dramático meninas. – disse e ri.

– Ah é Helena? 

– Não amorzinho, não é não. – disse rindo.

– Own que lindos! – Saiu tipo como um coral juntinhas. 

Ele selou meus lábios e foi pro seu lugar.

Então o show começou e foi a loucura de sempre, Luan cantando e arrastando multidões por onde passa. Eu fico admirada com tamanha alegria que ele canta pros fãs. É lindo, é maravilhoso! Depois de uma hora e meia de show ele foi até as fãs abraça-las, tirou fotos com as meninas da caixa e Rober me ajudou a sair do palco e voltou pra buscar o Luan. Entrei no camarim e peguei minha bolsa, assim que eu saia do camarim encontrei Luan e Cauã que veio em minha direção.

– Tudo bem meu amor? – ele me olhou, passando a mão em minha cintura.

– Sim só quero um banho e um descanso.

– Então vamos pro Hotel. – disse e fomos andando devagar até a van que nos esperava, junto estavam meus pais,pais de Luan, Bruna, Breno, Larissa, Caio, Cauã, Lisa, Rober e Wellington.

Ao chegarmos no hotel fui pro quarto do Luan apenas peguei uma roupa e lá eu tomei meu banho, vestir meu pijama e deitei na cama enquanto Luan tomava o seu. Postei uma foto.

 

@helanamitchell: será que deu ruim? Gente vir esclarecer o que houve. Muitos estão preocupados comigo, várias notícias postas na internet. Eu escorreguei na passarela e acabei desequilibrando e torci o meu pé. Nada muito sério. Logo, logo estarei pulando como sempre novamente. E enquanto a @Linnyoficial muito obrigada por toda assistência e desculpe! Boa noite amores, bom descanso pra vocês”! 😘

– Como ta a minha neném mais linda do mundo? – ele se deitou do meu lado só de calça moletom.

– Tô ótima. – fiz uma careta e ele riu.

– Bobinha, amanhã vai embora comigo no jatinho.

– Não é necessário amor.

– É claro que é.. rapidinho chegaremos em casa. – ele disse.

– Queria aproveitar o máximo desses dias com você, e agora como? – apontei pro pé.

– Ué e quem disse que não vamos? Eu hein, mas é claro que vamos.

– Como?

Nóis da um jeito. Agora vem. – ele puxou minha cabeça em seu peitoral deu um beijinho e o cafuné maravilhoso ele começou. – você precisa dormir.

E em questão de minutos eu apaguei estava cansada, e chateada pelo que tinha acontecido hoje.

(…)

Quando acordei Luan não estava mais na cama. Alcancei o celular eram 10:30 da manhã, olhei em volta do quarto ninguém. Escutei a voz dele cantando baixinho no chuveiro, levantei devagar, mancando,  fui até a sacada do Hotel que dia lindo fazia aqui no Rio. Abrir as cortinas e a campainha do quarto tocou.

– Serviço de quarto. – uma moça sorriu ao me ver. – bom dia!

– Bom dia. – ela sorriu. – só vim deixar o café da manhã que pediu.

– Obrigado. 

Ela colocou na mesa e quando do nada Luan saiu do banheiro só com a toalha enrolada na cintura, a moça ficou paralisada ao vê-lo e toda sem graça saindo do quarto.

– Poxa Luan! – eu disse.

– Ué eu ia saber que ela estava aqui? – ele riu me dando um selinho. – Bom dia amorzinho.

– Deixou ela toda sem graça coitada! – ri, indo em direção ao banheiro. – Bom dia.

– Ela deve ter é gostado uma hora dessas uma coisa linda só de toalha!

– Af Luan menos! – disse rindo, escovei meus dentes e lavei o rosto e fiz um coque no meu cabelo.

Me sentei para tomar café e ele também se sentou de frente pra mim.

– E esse pé aí? Como estamos?

– Se doer um pouquinho mais eu morro. 

– O amor, tem que ficar de repouso poxa. 

– Eu sei meu amor. Quando eu chegar em casa ficarei quietinha.

– Você Helena? Ata! 

– Eu hein, até parece.

– Até parece, digo eu. – ele riu me dando um selinho.

– Hoje é aniversário do meu pai 28 de outubro. – disse.

– Eu opto por um churras hein!

– Hoje sabadão super topo.

Depois de tomar café tomei meu banho, me vestir.

– Helena Luan! – nos chamaram e Luan atendeu.

– E aí Cauã entra, bom dia.

– Bom dia. – ele sorriu. – nós estamos indo, você vai com o Luan né?

– Sim vou sim.

– Esperamos na sua casa todo mundo vai pra lá? Festinha do papis?

– Isso.

– Opa! – Luan disse animado.

– E o pé?

– Precisando arrancar e colocar outro. – disse fazendo biquinho.

– Tem que ficar quieta pra melhorar logo.

– Logo vai. – Luan disse. – Né?

– É sim. – risos. – Beijo Cauã até mais tarde.

– Até, valeu aí Luan!

– Estamos levando sua mala Helena.

– Ta bom.

Então ele foi e eu e Luan ficamos conversando, uma hora depois Rober veio nos chamar.

– Vamos?

– Borá!

No Hall do hotel não era possível que era aquilo mesmo que eu estava vendo. Segurando no Rober quase saindo do hotel pedir para esperar e Luan veio.

– O que é?

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s